Outros

Beatificação do Padre Victor – “Não se pode falar em ‘milagre’ antes da assinatura do Decreto pelo Papa Francisco”

padre victor

Túmulo do Padre Victor na Matriz D’Ajuda, em Três Pontas (Foto: Hecio Rafael)

Três Pontas e toda a Diocese da Campanha (MG) receberam uma notícia que deixou a comunidade católica cristã bastante feliz. As Comissões de Médicos e de Teólogos da Congregação das Causas dos Santos deram um parecer científico e teológico sobre um caso que está em estudo dentro do Processo de Beatificação do Padre Victor.

Ao contrário do que está sendo divulgado pelas redes sociais, não se pode falar em “milagre” enquanto o Papa Francisco não assinar o Decreto. Antes da análise Papal, no entanto, a possível cura extraordinária ainda passará por análise de outra Comissão, a dos Cardeais e Bispos.

A explicação foi dada pelo Bispo, Dom Diamantino Prata de Carvalho, a pedido do Sintonize aqui.

De acordo com o líder religioso houve, sim, um passo importante no Processo, mas ainda é cedo para se falar em solenidade de Beatificação, como já anunciam alguns internautas, afirmando que ela acontecerá ainda este ano. “Quem decide a data da Beatificação é o Santo Padre, após os trâmites exigidos na Congregação das Causas dos Santos”, informou.

Bispo da Campanha Dom Diamantino 1

Dom Diamantino durante Aniversário de Morte de Padre Victor, 2014

Questionado sobre a necessidade de Três Pontas agilizar a estruturação para recebimento de romeiros e devotos, prevendo um aumento significativo se houver o reconhecimento oficial da cura extraordinária pelo Papa e, na sequência, a Beatificação, Dom Diamantino reconheceu que o Município onde Padre Victor foi Pároco por 53 anos, possui brio e tradição em bem anfitriar. Completou analisando que não é preciso esperar a Beatificação do Anjo Tutelar para que melhorias na Cidade sejam realizadas. No entendimento do Bispo, elas devem acontecer sempre.

Dom Diamantino destaca que as pessoas podem colaborar com o Processo de várias maneiras. Rezar, informar as graças alcançadas, propagar a devoção e ainda apoiar financeiramente estão entre os deveres do povo de Padre Victor.

“Continuemos unidos na oração para que a Mãe Igreja se apresse em elevar à honra dos altares aquele que amou tanto a Deus, servindo às crianças e aos pobres”, incentiva.

Mesmo que o fenômeno extraordinário seja decretado pelo Papa e Padre Victor se torne então Beato, será fundamental a continuidade do registro de graça alcançada por intercessão do – no momento – Venerável. Isto porque a comprovação de um segundo “milagre” é uma das exigências para que ele seja reconhecido Santo.

“Qualquer pessoa pode pedir uma graça pela intercessão do Padre Victor. O exemplo é a oração que está afixada junto à urna de seus despojos mortais na Matriz Nossa Senhora D’Ajuda, em Três Pontas”, finaliza Dom Diamantino.

 

Notícia anterior

Comerciante de Três Pontas consegue algumas unidades do extintor ABC

Próxima notícia

Dia Internacional da Mulher - Frente Feminista, Conselho Municipal e Câmara preparam eventos alusivos à data

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.