NotíciasOutros

Cartas Psicografadas emocionam e confortam famílias durante encontro em Três Pontas Médium Nilton Stuqui veio à cidade em ação do Centro Espírita “Paulo de Tarso”

Arlene Brito

Aproximadamente 500 pessoas, grande parte delas em busca de notícias. Treze contempladas com a tão desejada mensagem. Expectativa, esperança, fé, olhares fixos em um homem que escreveu sem parar por cerca de duas horas; emoção, lágrimas, sorrisos, alívio, uma certeza de que a vida continua – prova que fortaleceu quem precisa seguir com alegria e confiança…

Assim pode ser resumido o encontro de trespontanos e de gente vinda de Varginha, Boa Esperança, Alfenas com o médium Nilton César Stuqui. Na noite desta quinta-feira (30), ele foi o instrumento para que, principalmente filhos, mas também sobrinho e pai desencarnados pudessem descrever para seus familiares como estão no plano espiritual, enviar palavras de afeto e recordar de tempos vividos aqui na chamada Terra, enquanto ocupavam o corpo físico. Detalhes conhecidos pelos parentes e por amigos bem próximos, particularidades que não deixaram dúvidas de quem ali se comunicava. Mais ainda, ditaram confirmando a existência de um Deus compreensivo e piedoso.

Médium Nilton Stuqui recebe, um a um, cerca de 200 pedidos de mensagem

De acordo com o médium, as manifestações acontecem “de lá para cá”, ou seja, as espiritualidades usam a Psicografia conforme a demanda também delas. “Não tenho poder, capacidade de pedir que um espírito diga isso ou aquilo; apenas peço para que se manifeste de forma particular para que haja sentido”, explicou Nilton. E houve para os familiares, para o público que, se não recebeu a mensagem, ficou feliz por aquelas mães e pais, irmãos, filhos, esposas, maridos, tios enfim, se alegraram com os consolados daquela noite.

De olhos fechados, com a mão esquerda sobre a face, Nilton Stuqui redigiu, enquanto convidados ministraram palestras. Foram três e todas elas enfocando a necessidade de compreender o processo de morrer, não… nada disso, o processo de desencarnar porque, segundo a Doutrina Espírita, não há morte, existe o deixar o corpo físico e continuar vivo, estudando, ajudando, aprendendo, trabalhando, evoluindo… porém, em um plano diferente deste aqui. Outro destaque foi em relação às referências que todos devem ter para com seus entes queridos desencarnados. Os palestrantes esclareceram que pronúncias de amor e orações são para os espíritos acalentadoras. 

Público acompanha palestra e ora, enquanto Stuqui psicografa as Cartas Consoladoras

Falaram ainda sobre vigília no sentido de observar a si e ao outro, identificar erros e procurar não mais cometê-los. Assim, incentivaram qualidade de vida e convivências harmônicas. Indicaram que orar e vigiar conduzem ao crescimento espiritual e ao desencarne mais adequado. Mostraram a importância de se trilhar no caminho do bem e do amor ao próximo.

Nilton Stuqui com familiar atendido com carta psicografada

As cartas, devidamente autorizadas, foram lidas ali na hora e sensibilizaram até mesmo quem não conheceu ou pouco esteve com aqueles espíritos iluminados, atenciosos, resgatados, curados, felizes, em paz – conforme eles próprios divulgaram por meio da Psicografia de Stuqui.

No salão havia exalada pelo público, uma harmonia de fé responsável pelo espetáculo de resultados positivos e tão nobres.

Havia uma música suave, interpretada pelo grupo “Alma Canta”, de Varginha.

Havia farta mesa de café e uma fartura de contribuições voluntárias que se formou em um canto do grande espaço. Será usada na confecção de cestas natalinas para famílias carentes de Três Pontas.

Havia livros de Nilton Stuqui, cuja verba das vendas será aplicada em obras de caridade desenvolvidas pelo médium, presidente da Casa Espírita “Gabriel Martins”, em Neves Paulista (SP), e diretor da Editora da mesma instituição. Diversos livros foram ditados pelo irmão Gabriel Martins. Este jovem desencarnou através de um acidente de trânsito. Ao chegar ao plano espiritual, a convite de Dimas, mentor espiritual de Stuqui, passou a relatar como é a vida depois da morte do corpo físico. Nilton psicografou ainda mensagens motivacionais ditadas por Dimas e outros amigos espirituais. Quem desejar a aquisição pode acessar a loja virtual: www.cegmeditora.com.br.

Enfim, havia vida daqui e vida de lá especialmente aproximadas! 

A visita e o atendimento do médium foram pedidos do Centro Espírita “Paulo de Tarso”, de Três Pontas. A instituição se diz “surpresa com o elevado número de participantes e agradecida pela presença de cada um, pela colaboração de todos”.

(Fotos: Sintonizeaqui/Centro Espírita Paulo de Tarso)

Notícia anterior

Está valendo! Campanha de Natal da Associação Comercial de TP vai sortear vale-compras de R$ 3 mil

Próxima notícia

Farmácias de Plantão em Três Pontas

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.