Utilidade

Coleta Seletiva será estendida a mais de 30 bairros de Três Pontas Lançamento da segunda etapa da implantação acontece com movimentos artísticos

Autoridades municipais, servidores ligados à Secretaria de Meio Ambiente, integrantes da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis (Atremar), estudantes das Escolas Municipais Professor João de Abreu Salgado, Antonieta Ferracioli Duarte, Solange Mendonça Reis e do Centro Municipal de Educação Infantil Pedacinho do Céu participaram do lançamento da segunda etapa de implantação da Coletiva Seletiva em Três Pontas.

As atividades que incluíram apresentações musicais aconteceram em dois momentos. O primeiro ontem (22) na Praça Padre Francisco (Bairro Catumbi) e hoje pela manhã (23) no Sambódromo “Professor Jaime Abreu” (Centro).

Com muita alegria, foi anunciada a implantação da Coleta Seletiva Solidária em mais 34 bairros da Cidade. Nos novos setores, o recolhimento pela Atremar será feito a partir da próxima semana, às quartas e quintas-feiras. Atualmente, a Coleta acontece em 16 bairros às terças-feiras.

Planejamento – Três Pontas deverá ter Coleta Seletiva em toda a Cidade até o final do primeiro semestre de 2015

A Coleta Seletiva está sendo implantada em Três Pontas em etapas, através de parceria firmada entre a Prefeitura, Atremar, Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável (Insea) e Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCMR). Em abril de 2014 foi instalada a primeira fase que abrange 16 bairros. Agora serão incluídas no roteiro outras 34 localidades e para o início de 2015 a pretensão é completar a região urbana, atingindo 100% de cobertura.

Quem explica é a Educadora Social do Insea, Renata Siviero Martins, que novamente esteve no Município para auxiliar no cumprimento de mais uma fatia do planejamento definido em fórum local. De acordo com a visitante, que afirma já se sentir meio trespontana, a Terra do Padre Victor caminha para se tornar exemplo a ser seguido por inúmeros outros municípios mineiros. Isto porque, menciona, a Cidade vem cumprindo com eficiência os desafios contidos na Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305, de 2 de agosto de 2010).

Entre as exigências já atendidas por aqui está o aterro sanitário funcionando em conformidade com as leis. Em Três Pontas não existe mais o lixão que, aliás, deverá ser extinto em todo Brasil até o final deste ano. Outra conquista é a Coleta Seletiva implantada em parceria com os Catadores.

Na avaliação da Educadora Social, se as coisas em Três Pontas caminham bem, apesar de todas as dificuldades cotidianas, é porque há um envolvimento geral. Renata garante que a Prefeitura – Executivo, secretarias de Meio Ambiente, Saúde, Educação, Transportes e Obras – está atenta às orientações e atende a todas as propostas. O mesmo apoio a Coleta Seletiva encontra na Câmara de Vereadores, nas empresas, nas indústrias e sociedade civil. “A Cidade é participativa e, de fato, abraçou o Projeto”, completa.

2 Etapa Coleta Seletiva Seis

Antônio e Renata dão suporte à implantação, graças à parceria da Prefeitura e Atremar com o MNCMR e Insea e ainda ao Projeto Novo Ciclo que é patrocinado pela Danone

Quem também esteve no lançamento da segunda etapa foi o Catador de Poços de Caldas, Mobilizador Social do Projeto Novo Ciclo e representante do MNCMR no Sul de Minas. Antônio Aparecido Almeida concorda com a colega Renata quando o assunto é sucesso da Coleta Seletiva Solidária.  Para eles, é importante que os cidadãos estejam cada vez mais conscientes que são peças fundamentais na compartilhada Política de Gestão de Resíduos Sólidos onde cada um tem a sua tarefa.

E para que essa conscientização se firme, Renata destaca que a Coleta Seletiva contribui para a conservação do meio ambiente, para o aumento da vida útil do aterro sanitário e ainda gera trabalho e renda para os Catadores.

“Vamos separar papéis, vidros, metais e plásticos. Tudo isso é vendido para a indústria recicladora e retorna para a gente, economizando nossos recursos naturais, evitando – por exemplo – o corte de árvores e a exploração de minas de petróleo. Além disso, o dinheiro da venda é o rendimento que mantém os Catadores e suas famílias”.

Em Três Pontas e outras cidades do Sul de Minas, o Insea e o MNCMR podem contribuir na relevante missão de implantar a Coleta Seletiva, por intermédio do Projeto Novo Ciclo que é financiado pela Danone.

Vale destacar que a Atremar agora tem sede própria. O barracão e a aquisição de caminhão de coleta e equipamentos, tais como, prensa e balança foram conquistados com verbas oriundas de um projeto de Três Pontas aprovado na Fundação Nacional da Saúde (Funasa).

Veja quais são os bairros que contarão com a Coleta Seletiva a partir da próxima semana

Quartas-feiras, com início às 7 horas

Distrito Industrial,Vivendas do Bosque I, Vivendas do Bosque II, Vila Rica, Village das Palmeiras, Major Brás, Vicentini, Catumbi, São Francisco de Assis II, Vila Campos, São Vicente, Santa Teresa I, Santa Teresa II, Jardim Brasil, parte do Centro, São Gabriel, Chácara Catumbi, Azarias Campos, Vila Rosa, Novo Horizonte e Ouro Verde.

Quintas-feiras, com início às 7 horas

Esperança, Cohab Ouro Verde, João Piedade Campos, Vale do Sol I, Vale do Sol II, Vale do Sol III, Botafogo, Ponte Alta I, Jardim Paraíso, Jardim Bom Pastor, Jardim Philadelphia, Santana e parte do Centro.

 

 

 

Notícia anterior

“Amor de Cão” prepara feira que acontecerá em Três Pontas

Próxima notícia

Há vagas de emprego em Três Pontas

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.