Outros

Compras devem ser antecipadas já que este sábado é feriado nacional

O comércio de Três Pontas estará fechado neste sábado (15), feriado nacional em comemoração à Proclamação da República. Por isso, as compras devem ser antecipadas, comunicam proprietários de estabelecimentos.

Feiras livres, hortifrutis, mercados, supermercados, açougues e outros segmentos que – costumeiramente funcionam no domingo na Cidade – voltarão, em maioria, a abrir suas portas.

Proclamação da República 2,jpgA data

Para muitas pessoas o que importa é ser feriado, mas a Proclamação da República representa um dos mais importantes momentos da história do Brasil.

Em 15 de novembro de 1889, na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Império, um grupo de militares liderado pelo Marechal Deodoro da Fonseca, aplicou o golpe que derrubou a monarquia, colocando fim ao reinado e soberania de Dom Pedro II.

No momento, o regime republicano foi introduzido no País. Deodoro se tornou, então, o primeiro Presidente do Brasil, governando provisoriamente, do dia da Proclamação da República até 24 de fevereiro de 1891. Depois foi oficializada a primeira Constituição da República e o Congresso Constituinte elegeu Marechal para a presidência, cargo que ocupou até 23 de novembro de 1891.

Como Presidente, Marechal Deodoro da Fonseca regulamentou o casamento civil, separou a igreja do estado, estabeleceu normas para o uso de símbolos nacionais como selos, hinos, bandeira e armas, entre outras medidas. Ele morreu em 23 de agosto de 1892, no Rio de Janeiro.

Há 125 anos, portanto, o Brasil é uma República, contando com chefes de Estado (presidentes) eleitos pelos cidadãos com voto livre e secreto para mandatos com tempo limitado (hoje, quatro anos). Na monarquia, o chefe de Estado se mantém no cargo até à sua morte ou à sua abdicação, sendo normalmente um regime hereditário. 

Protestos

Estão previstas algumas manifestações de brasileiros que pretendem aproveitar o Dia da República para protestar contra o atual Governo. Segundo Rodrigo Constantino, colunista da “Veja”, a intenção é mostrar indignação sobre a roubalheira impune, o abuso de poder, o autoritarismo, o desejo de controlar a imprensa e outras atitudes do governo petista que ferem os valores republicanos e democráticos. Espera-se que, caso aconteça essa saída às ruas, que ela seja pacífica e ordeira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Notícia anterior

Comunidade católica comemora 9º Aniversário de Morte de “Nossa Mãe”

Próxima notícia

Farmácias de Plantão em Três Pontas

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.