Outros

Dia das crianças – escolher o presente não é brincadeira Pais, padrinhos e outros responsáveis devem optar por brinquedos que estimulem o desenvolvimento da criança, orientam especialistas

Dia das Crianças PresentesO comércio de Três Pontas funciona em horário especial até a véspera do Dia das Crianças. Os estabelecimentos estarão abertos nesta sexta-feira (10) até 20 horas e amanhã (11) das 8 às 18 horas. Comerciantes e funcionários esperam pelos consumidores que ainda seguem o velho costume brasileiro de deixar as compras para a última hora. E é justamente para quem ainda não comprou o presente para a garotada que vão dicas importantes de psicopedagogos, pediatras e outros profissionais que trabalham com a infância.

Eles alertam que escolher o brinquedo deve ser uma tarefa prazerosa e levada a sério pelos pais, padrinhos e outros responsáveis. Além de verificar se o brinquedo possui certificação do Inmetro, é preciso adequar o presente à idade. Outra orientação é escolher um brinquedo que corresponda à maturidade da criança, além de trazer a ela desenvolvimento.

Os cuidados devidamente tomados na hora da compra visam, segundo os especialistas, garantir a segurança e estimular o crescimento intelectual, motor e até influenciar positivamente no processo de aprendizagem do menor.

Confira algumas dicas de presente para cada idade

De 0 a 5 meses: os pais devem escolher brinquedos que estimulem principalmente a visão, o tato e a audição. Exemplos: livros de banho, móbiles musicais, almofadinhas de cores, formatos e texturas variadas, chocalhos, mordedores com formatos de pés ou mãos.

De 5 meses a 1 ano: brinquedos que emitem sons e de encaixe são boas sugestões para essa faixa etária. Exemplos: brinquedos de plástico que flutuam na água, cubos com guizos embutidos, brinquedos para martelar, empilhar e desmontar, brinquedos que emitem sons por meio de botões de apertar, girar ou empurrar.

De 1 a 3 anos: nessa etapa o controle motor e a interação com o ambiente já estão fortalecidos. É preciso redobrar a atenção em relação às partes pequenas dos brinquedos que podem ser engolidas, já que até os três anos as crianças costumam levar objetos à boca. O momento deve ser de estímulo à linguagem e brincadeiras dentro e fora de casa e ainda de estimular a convivência com outras crianças. Exemplos: CDs com músicas infantis, piscinas de bolinhas, mesas com cadeirinhas, cubos mágicos, bolas para chutar, peões sonoros, brinquedos de puxar ou empurrar, quebra- cabeças simples (a partir dos 2 anos).

De 3 a 5 anos: hora de estimular a criatividade. É sempre bem-vindo nessa fase qualquer brinquedo que ajude a criança a entrar no mundo da fantasia. Outro atrativo são coisas que imitam o mundo dos adultos. Exemplos: massinhas de modelar, jogos eletrônicos, telefones, fazendas, casas de bonecas com móveis, carrinhos, bonecas, ursinhos de pelúcia, livros de história ilustrados, livros para pintar e desenhar.

De 5 a 7 anos: devem ser estimulados o processo de alfabetização, o desenvolvimento físico, a criatividade e o comportamento em grupo. Exemplos: jogos com letras e brinquedos que envolvam o alfabeto, dominós, damas, pedrinhas, teatros de fantoches, quebra-cabeças, carrinhos menores.

De 7 a 10 anos: as brincadeiras se tornam mais sofisticadas conforme a idade vai avançando. Nessa faixa etária, a competitividade se acentua e a criança tende a gostar de atividades que desenvolvam o raciocínio lógico. As atividades físicas também são importantes. Exemplos: bicicletas, patins, kits de profissões (médico, cozinheira, iniciação científica), pipas, jogos com regras mais complexas (conforme indicação de idade dada pelo fabricante).

Vale destacar que além de brincar, toda criança tem direito:Dia das Crianças Presentes Três

  • à igualdade (sem distinção de raça, religião ou nacionalidade)
  • à proteção para o seu desenvolvimento físico, mental e social
  • a um nome e uma nacionalidade
  • à alimentação, moradia, assistência médica adequadas
  • à educação gratuita e cuidados especiais (criança física ou mentalmente deficiente)
  • ao amor e à compreensão por parte dos pais e da sociedade
  • ao lazer
  • a ser socorrida em primeiro lugar em caso de catástrofes
  • a ser protegida contra o abandono e a exploração no trabalho
  • a crescer dentro de um espírito de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povos.

Respeitar e fazer valer os direitos da Declaração Universal (Unicef, 1959) com certeza será neste próximo domingo, 12 de outubro, e em todos os dias de uma vida inteira, o maior presente que uma criança pode receber.

(Fontes: educação.uol.com/Wikpédia)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Notícia anterior

Mais um acidente é registrado na Rodovia MG-167

Próxima notícia

Taça EPTV de Futsal – Troféu de Ouro ainda não virá para Três Pontas

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.