Política

Eleições 2014 – Paulinho e Hércules ficam entre os dez primeiros colocados em Três Pontas, mas não se elegem

Além de Mário Henrique Silva – Caixa, eleito majoritário em Três Pontas com 16.499 votos e segundo colocado no Estado com 130.593 votos, outros dois candidatos do Município disputaram vaga na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Paulinho LeiteiroPaulo Vitor da Silva (PP) ficou em segundo lugar pelo resultado local, com 2.156 votos ou 6,91% dos votos válidos. Neste domingo (5) pela manhã, ele acompanhou o filho até a Escola Estadual Deputado Teodósio Bandeira para a votação. Na oportunidade, disse que fez campanha em cidades onde possui amizade de lideranças, mas que focou o trabalho de busca pelo eleitor em sua Terra Natal.

“Visitamos quase todas as casas e fiquei muito satisfeito com o carinho que as pessoas têm por mim e por minha família. Esse carinho é também fruto de um trabalho que a gente fez como vereador no decorrer de todos esses anos. Isso nos enche de gratidão e orgulho”, registrou.

O candidato, aparentemente tranquilo, opinou que todas as Eleições, sejam gerais ou municipais são difíceis. Embora ciente da competitividade para a qual se inscreveu, ele se mostrou confiante.

“Desde já, agradeço a todos os eleitores e a todos que nos receberam porque, com raríssimas exceções, fomos muito bem recebidos. Ser acolhido é uma coisa ímpar. Só quem tem esse privilégio sabe como é satisfatório”, completou.

No Estado, Paulinho obteve 3.087 votos e não ficou entre os 77 parlamentares eleitos para o mandato 2015-2018. Entre os 22.888 candidatos relacionados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ocupa o 294º lugar.

Quem também encarou com muita disposição o grande desafio foi Hércules do Nascimento Cristo, o Cigano. OHércules do Nascimento Cristo - Cigano candidato não nasceu em Três Pontas, mas aqui reside e diz ser trespontano de coração.

Na campanha eleitoral, ele bateu firme na necessidade dos eleitores optarem por candidatos da cidade, enfatizando que neste período aparece gente de todo lado com promessas infundadas ou que jamais serão cumpridas.

Cigano conquistou no Município 580 votos, o correspondente a 1,86% dos votos válidos e ficou em sexto lugar. No Estado, sua votação foi de 715 votos. O candidato ficou em 519ª posição na lista de 22.888 candidatos. Não se elegeu, mas garante que a experiência foi válida.

 

Notícia anterior

Eleições 2014 – Apuração sofre pequeno atraso, mas é concluída com êxito

Próxima notícia

Eleições 2014 – Hora de festejar

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.