Educação / Cultura / LazerNotíciasQualidade de Vida / Saúde

Escola João de Abreu Salgado, em Três Pontas, desenvolve ações contra o tabagismo

Jessica Mesquita Silva

Alunos do 4º ano do ensino fundamental durante apresentação de informativo

Atividades de sensibilização e conscientização antitabagismo são promovidas em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Fumo na Escola Municipal “Professor João de Abreu Salgado”, em Três Pontas.

A data, comemorada hoje (29), não passou em branco e buscou alertar alunos do 4º, 5º e 9º anos do ensino fundamental sobre os riscos do uso do cigarro.

As atividades tiveram início na quinta-feira passada (24) e se estenderam até esta terça-feira (29). Nos quatro dias letivos alunos assistiram à apresentação de informativo sobre o tema, participaram de roda de conversas e confeccionaram textos, desenhos e cartazes.

Durante a exposição do informativo, a professora de Ciências Joana D’Arc de Fátima Archângelo e Silva falou sobre a prevenção antifumo, males para a saúde e ajuda para deixar o vício. “A meta é fazer com que os alunos espalhem as informações adquiridas durante as atividades em sua comunidade e meio familiar”, salientou.

A data

No Brasil, o Dia Nacional de Combate ao Fumo foi estipulado em 1986 pela Lei nº 7488, que objetiva conscientizar e mobilizar a população sobre os riscos decorrentes do uso do cigarro.

(Fotos: E.M. João de Abreu Salgado)

Notícia anterior

Clicando com Hecio Rafael na passarela da Modinha

Próxima notícia

Além do cardápio: Mislene Monticelli se torna Filha Ilustre ao democratizar acesso à saúde, à beleza, à qualidade de vida

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.