Outros

Estudantes pedalam por um trânsito seguro SEST SENAT promove ação educativa e chama a atenção para a necessidade de cooperação entre veículos motorizados e ciclistas

Sest Senat Quatro

Caminhão do SEST SENAT abriu o passeio ciclístico demonstrando que é possível a colaboração entre veículos motorizados e bicicletas. “Veículos de maior porte são responsáveis pela segurança dos veículos menores”, dita o CTB.

“Aprender a conviver com nossos amigos ciclistas é questão de cidadania e segurança no trânsito”. Foi esta a mensagem que o SEST SENAT de Três Pontas espalhou pela cidade durante um passeio ciclístico educativo realizado na tarde desta quinta-feira (18), dia em que oficialmente começa a Semana Nacional do Trânsito. 

Pessoalmente foram convidados e participaram do movimento alunos das escolas estaduais Presidente Tancredo Neves, Professora Marieta Castro, Deputado Teodósio Bandeira e Prefeito Jacy Junqueira Gazola. Também vestiram a camisa e seguiram com suas bicicletas dispostos a colaborar para a conscientização, alunos dos cursos de Empreendedorismo da unidade trespontana do SEST SENAT. No percurso, paradas para distribuição de folder com dicas que visam evitar os acidentes e as mortes no trânsito envolvendo “bikers”. O grupo contou com o apoio da Polícia Militar.

Voltada à valorização do trabalhador do setor de transporte, a entidade escolheu a cooperação entre veículos motorizados e bicicletas como tema da Semana SEST SENAT de Educação no Trânsito. Divulgar a importância de respeitar e proteger o ciclista chegou em boa hora. Isto porque é crescente o número de pessoas que pedalam nas vias urbanas e estradas vicinais de Três Pontas. As bicicletas que por aqui sempre foram utilizadas por muitos como meio de locomoção para o trabalho se tornam, cada vez mais, uma febre entre os esportistas e conquistam também de forma crescente aqueles que saem em busca de lazer.

As ações da Semana SEST SENAT de Educação no Trânsito visam mobilizar toda a comunidade no sentido de adotar o respeito ao direito que todos têm de ir e vir, contribuindo, assim, para a valorização da vida. Para o técnico de formação profissional II, Mário Fernandes de Carvalho, a colaboração significa a cidadania colocada em prática.

Dicas SEST SENAT

  • O ciclista tem prioridade nas normas de circulação e conduta. Proteja-o. Os veículos de maior porte são responsáveis pela segurança dos veículos menores.
  • Sabe o conhecido “mantenha a distância”? O ciclista também precisa, então, respeite a distância de 1,5 m, principalmente, nas ultrapassagens.
  • Não seja um vilão no trânsito. Dirigir de forma ameaçadora aos ciclistas é infração gravíssima. Não cole na traseira, não o aperte contra a calçada e evite buzinar.
  • As ruas, vias e avenidas também são para as bicicletas. Os ciclistas podem trafegar nas faixas laterais e nos acostamentos no mesmo sentido dos carros. A preferência é dos ciclistas.
  • Tenha cuidado ao abrir a porta dos veículos nas ruas ou sair do carro pelo lado da via. Dê preferência pelo desembarque ao lado da calçada para evitar acidentes.
  • Não transite ou estacione o carro na ciclovia ou ciclofaixa. É infração grave, sob pena de multa e guincho.

 

Sest Senat Um

Panfletagem fez parte da ação educativa que abriu a Semana SEST SENAT de Educação no Trânsito

Sest Senat Dois

Alunos de escolas estaduais e dos cursos de Empreendedorismo da unidade trespontana do SEST SENAT participaram do momento de conscientização

 

 

 

 

Notícia anterior

BMX - Gustavo Mesquita assume a liderança de umas das copas mais disputadas do País

Próxima notícia

Taça EPTV de Futsal – TAC entra com pé direito na segunda fase

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.