EntretenimentoOportunidades

Festival Nacional da Canção recebe inscrições para a 45ª edição Primeiro desafio é estar entre os 156 selecionados; em 2014 foram 3.000 inscritos

Fenac Três Pontas 5

Fenac Boa Esperança, 2014

Estão abertas as inscrições para o 45º Festival Nacional da Canção (Fenac), um dos mais concorridos eventos do gênero no Brasil.

Segundo o regulamento, cada participante pode inscrever quantas músicas desejar, desde que as composições sejam inéditas e originais, tanto na parte musical quanto nos versos. Músicas já classificadas no Fenac podem concorrer novamente até o máximo de duas vezes, caso não tenham recebido um dos cinco primeiros prêmios, melhor intérprete ou troféu comunicação.

As inscrições, que terminam no dia 4 de junho, devem ser efetuadas pelos Correios ou Internet, neste caso, pelo site www.festivalnacionaldacancao.com.br endereço onde o interessado encontra o regulamento completo e outras informações sobre o Festival.

Das músicas inscritas, a comissão de seleção escolherá 156. Durante as eliminatórias serão apresentadas 26 músicas – 13 por dia – e, destas, cinco irão para as semifinais, em Boa Esperança, totalizando 30. A distribuição dessas músicas para apresentação nas semifinais será feita por sorteio. As finalistas serão 10.

Eliminatórias estreiam em São Lourenço e São Tomé das Letras

As fases eliminatórias serão realizadas nos dias 24 e 25 de julho, em São Lourenço; 31 de julho e 1º de agosto, em Extrema; 7 e 8 de agosto, em Varginha; 14 e 15 de agosto, em São Thomé das Letras; 21 e 22 de agosto, em Guapé; 28 e 29 de agosto, em Três Pontas. Em Boa Esperança acontecerão as semifinais e final nos dias 4, 5 e 6 de setembro.

Para esta 45ª edição serão distribuídos R$ 250 mil em prêmios. “O que possibilita a participação de artistas de todo o País. Quem ganha com isso é o público das cidades sedes que todos os anos presenciam uma mistura de ritmos e sotaques no palco do Festival”, comenta a coordenadora do Fenac, Cristina Marques.

Além da premiação em dinheiro os cinco primeiros colocados receberão troféus. Ao Vencedor caberá o troféu Lamartine Babo, o Melhor Intérprete receberá o troféu Sinvaldo Maia de Figueiredo e o autor da Música Mais Comunicativa o troféu Afonso Felicori.

Em 2014 foram cerca de 3.000 inscrições. Levaram o troféu Lamartine Babo os músicos de Chapecó (SC). “A vitória é gratificante, mas aquele momento passa. Agora os admiradores do trabalho da gente, a divulgação e o reconhecimento é o que fica”, conta Márcio Pazin intérprete da música “KD o Ç de Você” juntamente com Diego Morais.

Dos novos aos consagrados, o Festival Nacional da Canção é referência para muitos músicos brasileiros.

Trespontanos no topo do Fenac

2007 – 4º Lugar – INQUIETAÇÃO – Clayton Prósperi

2001 – 2º Lugar – DE MAR E DE DRUMOND – Clayton Prósperi

2001 – Melhor Arranjo – DE MAR E DE DRUMOND – Clayton Prósperi

1999 – 2º Lugar – REMANSO – Clayton Prósperi e Luciene Prósperi

1998 – 3º Lugar – BENDITA VOZ DO SENTIMENTO – Eudes Fraga e José Renato Fressato

1996 – Música mais comunicativa – VENTO CORRUPIO – Clayton Prósperi

1993 – 2º Lugar – CANTARES – Clayton Prósperi e André Lobera

1981 – 1º Lugar – ECO-LÓGICO – Jaime Abreu

1981 – Melhor Intérprete –  Jane Mary

1975 – Música mais comunicativa – COMPADRE ANTÔNIO TONICO – Jaime Abreu

Abaixo, imagens do Fenac Três Pontas, 2014

(Fonte e Fotos: site oficial do Fenac).

Notícia anterior

Concurso Público - Prefeitura lança 1ª Retificação Consolidada do Edital

Próxima notícia

Cine Debate deste domingo foca violências contra a mulher

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.