Policiais

Grupo se arma com facas e passa o dia tentando cometer assaltos

Ronison Vitor Martins (20) e os menores RVS (16) e CHJ (14) se armaram com facas de cozinha de lâminas grandes – todas acima de 10 centímetros – e passaram a última quarta-feira tentando cometer assaltos em Três Pontas. Logo pela manhã, o grupo escolheu um pequeno estabelecimento comercial, mas fracassou ao render o proprietário. A vítima gritou por socorro e eles fugiram.

À noite, a aposentada MDL, de 72 anos, foi a escolhida. Quando voltava para casa, após missa, ela foi abordada e com a arma branca direcionada a seu pescoço viveu momentos de medo e angústia, ouvindo dos infratores comandos de entrega da sua bolsa e dinheiro. O roubo só não se consumou porque uma mulher que passava de carro pelo local viu a cena e se aproximou. Com a evasão do trio, a condutora deu suporte à aposentada que acabou levada ao Pronto Atendimento Municipal (PAM) já que o susto teria provocado alteração na pressão arterial.

Logo em seguida, o homem e os menores se dirigiram a um posto de combustíveis na Avenida Oswaldo Cruz, próximo à Policlínica. O funcionário percebeu a estranha movimentação e acionou a Polícia Militar. O maior foi preso e os menores apreendidos enquanto se preparavam para o assalto, amarrando camisetas para tampar os rostos.

Conduzidos a Varginha, Ronison foi autuado em flagrante e continua preso. Os menores, por falta de celas apropriadas para a cautela, foram entregues aos respectivos responsáveis.

De acordo com o delegado que estava de plantão, Dr. Roberto Alves Barbosa Junior, o homem confessou ser usuário de crack e é conhecido da Polícia por pequenos furtos. “Ele está em um ritmo bem complicado de uso de drogas e disse que tinha a intenção de praticar assaltos para viver e sustentar o vício. Os menores também já têm passagem; um, inclusive, por assalto e furto de celular. Infelizmente, estão envolvidos com o mundo vicioso de atos infracionais”, conta o delegado.

Dr. Roberto atribui o fracasso das ações às pessoas que avisaram a Polícia Militar e, logicamente, à PM que conseguiu deter o grupo. “Eles poderiam ter cometido algo muito grave às vítimas já que portavam facas bem afiadas”, finaliza.

 

Notícia anterior

Audiência Pública vai discutir incentivo às empresas

Próxima notícia

Delegacia Virtual: mais comodidade para quem precisa registrar alguns tipos de ocorrência

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.