Educação / Cultura / LazerNotícias

Hitler, Faraó e Cristo vencem desafio de estátuas vivas em evento da Escola Coração de Jesus-Objetivo

Arlene Brito

Sem exceção, os trabalhos apresentados na 1ª Feira Cultural do Coração (FECCOR), no dia 24 de junho, encheram de orgulho quem fez, quem coordenou, quem apoiou e quem viu. No entanto, dentre as atividades que englobaram todas as disciplinas aplicadas ao ensino fundamental e ao ensino médio, duas demandaram um pouco mais de envolvimento da comunidade. A eleição dos Melhores Clipes, proposta do professor de Educação Física, Helbert Gama e da Melhor Estátua Viva.  

A representação de personalidades que marcaram a história do Brasil e do mundo foi ideia da professora Juliana Lemos. De acordo com a idealizadora, o projeto teve o objetivo educacional de desenvolver o conhecimento histórico, filosófico e artístico.  “Foram realizadas pesquisas das personalidades mais conhecidas e reconhecidas pela humanidade na idade antiga, medieval, moderna e contemporânea. Depois, cada equipe ficou responsável em criar sua estátua”, conta Juliana.

Assim, a praça – no centro da Escola Coração de Jesus-Objetivo – se transformou em um museu com peças humanas vindas do ensino médio. Houve capricho na escolha e na caracterização. Ao todo, 19 figuras atraíram olhares, elogios e disputaram ainda o voto popular e o voto dos professores.

Professora Juliana Lemos e o aluno do 1º ano Ensino Médio, João Pedro, representando Getúlio Vargas

João Pedro Pereira de Vasconcelos, 1º ano, defendeu Getúlio Vargas. “Esse trabalho foi muito interessante porque estimulou a união. Os professores, através de reuniões, decidiram formar grupos e isso estimulou a união dos alunos não só aqui na Escola como lá fora. Também engrandeceu a nossa cultura. Creio que os dois pontos mais fortes da Feira sejam justamente a integração dos estudantes e o estímulo à cultura”, comentou.

O jovem que vestiu-se de Getúlio Vargas revelou que a FECCOR deu um trabalhão danado e reconheceu ainda o empenho dos colegas alunos e professores, direcionando cumprimentos a cada um deles. “Estou aqui desde pequeno, há 15 anos. Aqui é minha segunda casa e eu amo esta Escola”, declarou.

Hitler: idêntico na opinião de populares e professores

Além de Vargas, Juscelino Kubsticheck, Cleópatra, Hitler, Lampião, Mandela, Osama Bin Laden, Rainha Elisabeth, a deusa grega Afrodite, o faraó Tutancamon, Abraham Lincoln, Che Guevara, Pedro Álvares Cabral, Princesa Isabel, Frida Kahlo, Joseph Stalin, Jesus Cristo, Múmias Antigas e Múmias Modernas paralisaram muitos curiosos.

A soma da escolha popular com os votos dos professores (aberto, dado em um grupo de rede social) elegeu o aluno Felipe que se transformou em Hitler (1º colocado), Rafael que interpretou o Faraó (2º lugar) e Pedro Rodrigues que ostentou, inclusive, as chagas de Jesus Cristo (3ª colocação).

“Foi um sucesso. Estou muito feliz em ter coordenado esse projeto que despertou a curiosidade e que levou os alunos à ampliação de seus conhecimentos. Também, pela presença e apoio marcantes dos colegas de trabalho e dos pais. Foi um esforço válido para todos”, finaliza a professora Juliana.

Outros Momentos 

Notícia anterior

Sine Anuncia Que Há Vagas De Emprego Em Três Pontas

Próxima notícia

Toucas de bichinhos marcam presença neste inverno

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.