Outros

“Natal da Alegria” é concretizado por Mulheres Empreendedoras

Segunda-feira (22). Foi nesta data que dezenas de crianças trespontanas tiveram o “Natal da Alegria”. O evento, na quadra de esportes do Bairro Santa Edwiges, atraiu a garotada que se divertiu ao lado do Papai Noel.  Teve música, balões, pipoca, algodão doce, refrigerante, surpresinhas, balas e pintura facial.

“A alegria foi contagiante”, comemora também o Núcleo das Mulheres Empreendedoras que realizou a festa em parceria com a Associação Comercial e Agroindustrial de Três Pontas (Acai) e com alunas do Curso de Pedagogia da Faculdade Três Pontas (Fateps).

O grupo Mulheres Empreendedoras foi criado em julho por oito empresárias, gerentes de empresas e autônomas. O Núcleo tem como missão o desenvolvimento pessoal e profissional das integrantes, além de oportunizar negócios e projetos sociais entre as empresas da Cidade.

Desde então, elas se envolvem em projetos que contribuem para o bem estar e crescimento da sociedade trespontana. O Natal da Alegria, o Novembro Azul e ações do Outubro Rosa estão entre as atividades desenvolvidas neste segundo semestre de 2014, primeiro ano de atuação dessas mulheres – que já fazem a diferença. São elas, Mariliz Castro (Boutique Márcia Diana), Selma (Fermatel), Patrícia (Lagotela), Rose (Silveiratur), Camila (Natural Açaí), Letícia Garcia (Clube da Casa Miari e Cia), Elaine (Digital) e Cíntia Miranda (Elevar).

 (Fotos: Mulheres Empreendedoras)

 

 

 

 

 

Notícia anterior

Fla-Minas convoca para o Futebol Solidário e faz balanço das atividades 2014

Próxima notícia

É tempo de ainda mais oração

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.