Poesias e AfinsVariedades

Paraíso de Drogas

Vicente de Paula Oliveira (Três Pontas-MG)

Falaram de um paraíso na terra.

Choquei! Esta foi demais.

Os paraísos comprados

que são artificiais.

É o inferno “paraíso”

que procura a juventude,

que ceifa vidas em flores,

jovens vidas em plenitude.

Satisfação de momento,

que na fumaça se esvai;

o purgatório da mãe,

o inferno real do pai.

E eles, “abutres famintos”

te sugam o que tem. Não bastante

tua vida é fim lentamente

nas mãos destes traficantes.

Nasceu e viveu de carinhos,

amor, carinhos demais.

apagas, com o cigarro que acendes,

a chama de amor aos pais.

Vivi juventude louca

e tenho dela lembrança;

no falso prazer paguei caro

e massacrei a esperança.

Deus, a esperança, pois ouça

de boca em boca, oração;

também eu peço por eles,

o viciado, um irmão.

Meu irmão, o viciado,

viva o real paraíso:

devolva a alegria ao teu pai,

da tua mãe, o sorriso.

(Foto: Ilustrativa Net)

Notícia anterior

"Fernão Dias" lança serviço de boletins sobre condições da BR-381 pelo Twitter

Próxima notícia

Três Pontas vai disputar semifinal do Festival da Canção, em Boa Esperança

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.