Outros

Peixe prontinho para ir à mesa é opção em qualquer época do ano No tradicional Bar do Raul, em Três Pontas, consumo chega a 300 quilos por semana

Há 41 anos, o Bar do Raul, em Três Pontas, é referência para quem gosta de saborear um bom peixe frito.

O movimento é sempre garantido porque, além do sabor diferenciado do prato principal, o atendimento familiar é mais um atrativo. De terça a domingo, tem gente chegando, se acomodando nas dependências, rente ao balcão, na calçada e também na pracinha de frente para o Bar onde são dispostas mesas sob a sombra de uma tenda – ladeada por árvores.  Por unanimidade as porções de tilápia ou traíra descem à mesa para acompanhar longos e animados bate-papos. Assim, década por década, o que não falta por lá são trespontanos e visitantes desfrutando de agradáveis momentos de lazer, tendo sempre o peixe como isca.

Mas há também quem faça questão de degustar o peixe do Raul em casa. Neste período de Quaresma então cresce o número de consumidores que realizam o pedido pelo telefone e aguardam a chegada da encomenda, levada por motoboy. Isto porque muitas pessoas suspendem o consumo de bebida alcoólica por penitência e preferem se recolher no aconchego dos seus lares.

Bar do Raul Três Pontas 3

Cleyton é neto do fundador do Bar, seu Raul, e comenta que demanda por peixe na Quaresma tem pico às sextas-feiras

No decorrer da Quaresma, comenta Cleyton Paulo Corrêa Ramos, o pico de consumo acontece às sextas-feiras. A explicação é que centenas de católicos da Cidade mantêm a tradição de excluir, no dia, a carne vermelha do cardápio. Para substituir entra o peixe. Aliás, uma troca bem favorável à dona de casa, uma vez que ele chega prontinho para ser servido.

Ainda segundo o neto do saudoso senhor Raul, que ajuda no gerenciamento do Bar, a demanda aumenta à medida que se aproxima a Semana Santa. A expectativa para este ano é de crescimento na ordem dos 60% em relação aos dias anteriores.

Em média, revela Cleyton, no Bar do Raul são comercializados 300 quilos de peixe por semana. O giro rápido permite o consumo do alimento fresco, mais um diferencial do estabelecimento que pode ser considerado integrante da história de Três Pontas.

“Quanto à tilápia, não houve problemas porque existe o criatório, mas no início da Quaresma tivemos dificuldade em encontrar a traíra devido à seca que atingiu o Lago de Furnas. Hoje, a Represa começa a reagir e com o fim da piracema, a pesca foi novamente liberada. Então, o abastecimento do Bar está normalizado”, tranquiliza.

Seguindo o exemplo dos tradicionais pedaços, porções e traíra inteira com salada – a novata parmegiana de peixe também atiça a preferência do cliente. O prato foi introduzido no cardápio em 2013 durante o Festival Comida de Boteco – realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Turismo – e, pelo jeito, surgiu para ficar.

“O arroz acompanha a parmegiana que tem ótima aceitação. Trabalhamos com ela de quinta a domingo”, completa Cleyton.

Sendo assim, fica comprovado que opções para aqueles que desejam variar a alimentação existem e com um detalhe a mais. No Bar do Raul, tanto na Quaresma quanto na Semana Santa, os preços são os mesmos estabelecidos no início do ano, portanto, seguem sem alteração.

Finalizando, as encomendas devem ser feitas pelo telefone 3265-1781.

 

 

 

 

Notícia anterior

Drogas: Agentes Comunitários de Saúde de Três Pontas se preparam para a Política de Redução de Danos

Próxima notícia

Farmácias de Plantão em Três Pontas

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.