NotíciasOutros

Polo mineiro ilumina o céu de Aparecida Uma das maiores festas religiosas do Brasil tem, pela primeira vez, o festival de fogos de Santo Antônio do Monte e região

Um dos maiores eventos religiosos do Brasil, a “Festa da Padroeira”, em Aparecida (SP), completa 300 anos. O Santuário na cidade paulista prepara-se para receber 200 mil visitantes neste 12 de outubro, data em que, há três séculos, a imagem da Santa foi encontrada por pescadores nas águas dorio Paraíba do Sul. Durante as comemorações, que neste ano ocorreram também nos dias 10 e 11 de outubro (um dia para cada centenário), os shows pirotécnicos ficam a cargo dos fabricantes da região de Santo Antônio do Monte, a simpaticamente chamada de Samonte, no Centro-Oeste mineiro. Um consórcio de 27 empresas locais investiu cerca de R$ 150 mil na empreitada (cinco toneladas de material), a primeira dos fogueteiros mineiros em Aparecida.

“São exibições especiais, em que a principal atração não é a duração do foguetório, mas a variedade e a evolução de cores”, explica o engenheiro químico José Expedito Amaral Junior, do Sindiemg (o sindicato da categoria), responsável técnico pelo show pirotécnico. “A gente está cobrindo o céu em toda a área do Santuário”, diz Expedito. Além das exibições noturnas, haverá também uma apresentação extra de estampidos e fumaça colorida às 12 horas deste dia 12.

“Vamos fazer desta uma oportunidade para agregar valor ao nosso negócio”, assinala a empresária Lucimar Castro Araújo, da Distribuidora de Fogos Rosa Mística, ao explicar como as empresas esperam recuperar o investimento. Sua colega Ana Luísa Campos Borges, da Fogos Caramuru, completa: “Queremos criar uma cultura positiva para nossa região. Somos profissionais e realizamos um trabalho de muita qualidade. Vamos mostrar isto para as pessoas, para o mundo”.

Basílica de Nossa Senhora Aparecida – vista noturna (Ilustrativa Net)

Prosperidade

O “cluster” de Fogos de Artifício mineiro responde por 95% da produção nacional e é o segundo maior do mundo (à frente, apenas a China). São cerca de 80 empresas, 10 mil empregos diretos e produção anual entre 25 mil e 30 mil (em tempos mais festivos já superou as 50 toneladas/ano). As fábricas estão distribuídas por nove municípios: além de Samonte (que responde por 60% da produção), Araújos, Arcos, Itapecerica, Japaraíba, Lagoa da Prata, Luz, Moema e Pedra do Indaiá. A atividade surgiu na região em meados do século XIX, com fabricação artesanal. No ano de 1945 foi implantada a primeira fábrica e, em 1991, os empreendedores criaram o Sindiemg.

A força do Sebrae

A participação pioneira dos fogueteiros do Centro-Oeste mineiro na grande festa de Aparecida foi articulada pelo Sebrae, em parceria com a Federação das Indústrias/MG (Fiemg), por meio do Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (Procompi). Esta junção de esforços vem desde a década passada, quando foi deflagrada uma série de ações como cursos, palestras, oficinas e seminários. “Nossas ações visam não apenas alavancar o setor, mas nutrir as empresas com as devidas orientações em temas como produtividade, redução dos desperdícios, segurança e mercado”, informa o analista do Sebrae Minas, Denis Magela da Silva.

Exemplo da parceria Sebrae-Fiemg foi o projeto Foco Competitivo de Pirotecnia, iniciado em 2016 e aplicado a empresários do APL e representantes das prefeituras. O projeto partiu de desafios estratégicos para conquistar novos mercados, sendo a Festa da Padroeira um dos seus desdobramentos. “Graças ao Foco Competitivo, conseguimos apurar um panorama claro sobre o nível de competitividade do APL e a partir daí estabelecer esforços para a melhoria do entorno, dinamizar a cooperação e aumentar a perspectiva local para global”, diz o analista.  

“A festa ‘Aparecida 300 anos’ será grandiosa como nunca antes. Os milhares de visitantes, de todas as partes do país e do exterior, as caravanas de fiéis, as procissões e o burburinho vão tomar contar do Santuário e dos arredores. Além das inúmeras cerimônias religiosas, haverá uma série de atrações: os padres cantores Fábio de Melo, Antônio Maria, Reginaldo Manzotti e Zezinho; os cantores Daniel e Ziza Fernandes. Canções que falam de Maria serão interpretadas por artistas como Fafá de Belém, Agnaldo Rayol, Joana, Chitãozinho e Xororó, Michel Teló, Paula Fernandes e Preta Gil. E acima de tudo, no céu de Aparecida, enfeitando e coroando a Festa da Padroeira, os fogos de Samonte e região”.

(Com informações de Luciana Trindade – Ascom Sebrae-MG)

 

Notícia anterior

Dia de Nossa Senhora Aparecida será comemorado em TP com missas, carreata e procissão luminosa

Próxima notícia

Nesta sexta-feira, TOC recebe associados em tarde de brincadeiras e confraternização

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.