Outros

Reeducandos do Presídio de Três Pontas participam de concurso de máscaras Obras estão expostas na Biblioteca Pública

O Presídio de Três Pontas realizou no dia 12 de fevereiro atividades relacionadas ao carnaval. A iniciativa foi uma parceria do setor psicossocial, de enfermagem, DST/AIDS e Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Turismo. Os custodiados participaram de uma palestra que abordou a história da festividade e valorização da cultura nacional.

Logo após, eles tiveram uma oficina onde confeccionaram máscaras. As três mais significativas foram selecionadas no final da semana passada pela equipe da Cultura e estão expostas na Biblioteca Municipal “Celso Brant”, no Centro da Cidade.

Os autores das obras vencedoras receberão prêmios. O objetivo é trabalhar a identidade pessoal e cultural, autoconhecimento, papéis e representações sociais, relacionamentos interpessoais e subjetividade.

Os organizadores promoveram ainda um debate sobre doenças sexualmente transmissíveis, ministrado pela Enfermeira do DST/AIDS, Keila Cecília Ricardo. De acordo com o Diretor de Segurança e Atendimento do Presídio, Marco Aurélio Bispo Silva, tais iniciativas são colaboradoras no processo de humanização e reinserção social dos acautelados.

(Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Defesa Social-MG)

Notícia anterior

Concurso Público: está aberto o período para pedir a isenção da taxa de inscrição

Próxima notícia

Em Três Pontas, alunos do ensino municipal estudam com material didático de nível semelhante ao de escolas particulares

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.