NotíciasOutrosPoliciais

Soltar Pipas, sim! Com cerol ou linha chilena jamais

Jessica Mesquita Silva

O mês de agosto acabou de chegar e, com ele, crianças, adolescentes e até adultos vão para as ruas soltar papagaio. Os ventos fortes, frequentes dessa época do ano,  estão fazendo a brincadeira virar febre entre a garotada. Porém, vale o alerta: a diversão pode virar tragédia com o uso de cerol ou linha chilena.

Acidentes

Aeronave do Corpo de Bombeiros de Varginha teve uso suspenso por vários dias depois do incidente com linha de pipa (Foto: CBMMG)

Notícias de acidentes envolvendo as linhas com cerol têm se tornado cada vez mais frequentes em Três Pontas e região. A cada ano, a insistência em usar a mistura de vidro moído e cola na linha das pipas faz novas vítimas – muitas delas vão a óbito.

No ano passado, o brinquedo entrou contra o rotor principal do helicóptero do Corpo de Bombeiros de Varginha, causando danos em uma das pás. De acordo com os militares, esse tipo de acontecimento pode levar à queda das aeronaves ou causar danos irreversíveis, ferindo gravemente os tripulantes operacionais, que executam atividades externas na aeronave para resgate de vítimas. 

Conscientização

No final de agosto do ano passado, a Guarda Civil Municipal (GCM) trespontana apreendeu 43 linhas com cerol e chilena durante a operação “Brincadeira sim, cerol não”. Além das apreensões, os guardas distribuíram panfletos e orientaram a população.

De acordo com  o guarda civil municipal, Alcemir Anacleto da Silva, neste ano, a operação ainda não foi promovida em Três Pontas e não tem uma data prevista para acontecer. Ele informa que a intensificação das ações preventivas irá depender da demanda. “Tudo depende do número de denúncias”, conta.

É crime

A Polícia Militar de Minas Gerais informa que o uso do cerol é considerado crime penal capitulado nos artigos 129, 132 e 278 do Código Penal Brasileiro, além do artigo 37 da Lei das Contravenções Penais. Em caso do uso do cerol por crianças ou adolescentes, estes podem ser apreendidos e encaminhados às autoridades competentes. Já o adulto que fizer uso do cerol será conduzido, junto ao material, até a autoridade judiciária, podendo até mesmo ser preso. Em Minas Gerais, a Lei Estadual nº 14.349 de 2002 prevê multa para os infratores, ficando esses sujeitos também a sanções cíveis e penais.

A Polícia Militar recomenda que a prática de soltar pipa seja realizada em locais onde não haja rede elétrica, nem vias de tráfego, e solicita aos pais que orientem seus filhos em relação aos riscos a terceiros e a si mesmos. 

A população pode denunciar o uso ilegal do cerol por meio do telefone 190.

Em Três Pontas denúncias podem ser feitas também à Guarda Municipal. Os telefones são 3265-7211 ou 153. 

Comece em casa

As campanhas e operações não são as únicas maneiras de disseminar a ideia de que o uso de cerol é prejudicial. Os primeiros conselhos e orientações vêm de casa e podem fazer toda a diferença!

Por isso, converse com seus filhos sobre os riscos de se usar cerol e explique que a brincadeira é muito melhor sem causar riscos para o próximo e para si mesmo.

No caso de dúvidas, fique atento a tudo que as crianças fazem e não permita o uso de forma alguma.

Proteja-se

GCM defende brincadeira, mas com segurança (Foto: arquivo)

Mesmo com o alerta, o uso de material cortante em linhas de pipas ainda é muito comum. Por isso, zele por sua segurança. Entre as vítimas mais comuns do cerol, pode-se citar motociclistas e ciclistas.

Para evitar acidentes ao andar de bicicleta ou de moto, procure usar antenas corta linha de pipa. O equipamento de segurança é simples e salva vidas em muitas situações.

(Página Principal: Ilustrativa Net)

Notícia anterior

SOS Animais: procura-se Lázaro e quem devolver será recompensado

Próxima notícia

Trespontano está entre os melhores do mundo, mesmo “sem apoio da Prefeitura e de empresas” de sua terra natal

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.