Outros

Trespontano que teve mais de 40% do corpo queimado é transferido para BH Remoção envolveu equipes terrestres e aéreas do SAMU e Corpo de Bombeiros

Foi transferido na tarde desta terça-feira (24) – do Hospital São Francisco de Assis, em Três Pontas – para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte – Maiki João Gabriel Reis, de 28 anos.

O rapaz deu entrada no Pronto Atendimento Municipal (PAM) ontem com 46% do corpo queimado. Os ferimentos foram provocados por um incêndio no veículo que ele dirigia. A ocorrência foi na estrada rural que liga o Município a Nepomuceno e conforme a própria vítima relatou à Polícia Militar, a suspeita é de que o Vectra sofreu pane elétrica, agravada por um galão de combustível que ele transportava no banco de trás do carro.  Para sair do veículo, Maiki precisou quebrar os vidros. Enquanto isso, acabou atingido pelas chamas. O socorro até o PAM foi realizado pelo SAMU de Três Pontas.

A transferência do paciente para o Hospital que atende casos de urgência e emergência de alta complexidade na Capital foi planejada, envolvendo esforços da Secretaria Municipal de Saúde, PAM e equipes do SAMU e do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

Após a conquista da vaga,  uma Unidade de Suporte Avançado do SAMU de Varginha se deslocou até a Santa Casa de Três Pontas para a remoção de Maiki até o Aeródromo Lêda Mello de Rezende. Estiveram envolvidos na Operação, os Médicos Paulo Blesa e John Taves, além do Enfermeiro João Paulo e do Motorista, Jovane.

Enquanto a equipe prestava todo apoio ao paciente já no Aeródromo, outra – do Corpo de Bombeiros de Varginha – preparava equipamentos de combate a incêndio e se manteve presente também para a prevenção de acidentes no local.

De acordo com o Tenente, Gabriel Vieira Pereira da Silva, a prática é comum sempre que o atendimento é programado. Segundo ele, todo transporte de vítima, quando há pouso e decolagem de helicóptero, ou seja, os atendimentos realizados de forma planejada, contam com esta estrutura.

“Nós chegamos com antecedência e montamos este estabelecimento de combate a incêndio. Em casos, por exemplo, de acidente em rodovia quando a aeronave precisa realizar o pouso, é realizado com os recursos da ocasião”, explicou.

Coube ao Tenente Gabriel balizar para o pouso da aeronave Arcanjo 4. A bordo estava a terceira equipe convocada para a remoção do trespontano Maiki Reis. Além do Capitão Luciano e de outras lideranças do Corpo de Bombeiros de Belo Horizonte vieram profissionais do SAMU – também da Capital. Entre eles, o Médico Bruno Vergara que recebeu o prontuário e outras informações do paciente passadas por Dr. Paulo Blesa.

Familiares de Maiki; a Enfermeira Coordenadora do PAM, Alice Corrêa Brito (representando o responsável pelo departamento, Dr. Hércules Ferraz Vilela); a Guarda Civil Municipal (GCM); Secretária Municipal de Administração e Recursos Humanos, Evânia Rocha Moreno; Coordenador de Transportes da Secretaria Municipal de Saúde, Carlos Alexandre Assunção Pelegrini e ainda o Prefeito Paulo Luis Rabello acompanharam toda a movimentação no Aeródromo.

“Foi uma situação muito triste para o paciente, uma situação desagradável essa queimadura grave que ele sofreu. Mas, tenho certeza que a família ficou bastante satisfeita em ver o recurso que foi mobilizado tanto pelo Município quanto pelo Estado em prol dessa pessoa. Nós ficamos satisfeitos porque tudo que o cidadão merece foi feito da melhor forma possível. Esperamos que melhore e que dê tudo certo para ele”, desejou Tenente Gabriel.

Parceria

O serviço do helicóptero do Batalhão de Operações Aéreas (BOA) de Belo Horizonte foi acionado pelo Corpo de Bombeiros de Varginha.

A Arcanjo 4 é uma aquisição recente do Governo de Minas Gerais, custou R$ 35 milhões e desde fevereiro serve à população graças a um convênio firmado entre a Secretaria de Estado de Saúde (SES) e Corpo de Bombeiros.

SAMU e Bombeiros Transferem Paciente TP com Queimaduras Arcanjo 4 4

Arcanjo 4 serve à população mineira graças à parceria SES e Corpo de Bombeiros de MG

O modelo EC-145 permite modificação da estrutura interna para transportar piloto e co-piloto, nove tripulantes, incluindo até duas vítimas. Possibilita ainda que médico e enfermeiro realizem atendimentos (manobras) nos pacientes.

Segundo o Tenente Gabriel, durante planejamento da construção do Quartel do Corpo de Bombeiros de Varginha, localizado no Bairro Jardim Primavera, foi pensado em hangar e pista de pouso, já prevendo a possibilidade do Sul de Minas receber aeronave semelhante à que atendeu Maiki Reis.

A expectativa é que o recurso venha, no menor espaço de tempo. O reforço dará ainda mais condições ao já eficiente trabalho desses profissionais.

 

 

 

Notícia anterior

Seminário de Agroecologia será realizado em Três Pontas para produtores rurais

Próxima notícia

Câmara lança hoje o Parlamento Jovem de Minas em Três Pontas

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.