Outros

Trespontanos iniciam preparativos para o Dia de Finados

Finados 2O sol forte e a alta temperatura que predominavam logo pela manhã de hoje (31) não impediram que muitos trespontanos se dirigissem ao Cemitério Municipal e lá preparassem os túmulos de entes queridos para as comemorações de Finados.

O dentista, Orsi Pereira Duarte, foi um dos que anteciparam a limpeza do jazigo da família. Ele explica que o trabalho feito com antecedência já é uma rotina anual. Amanhã, Dr. Orsi voltará para ajudar a irmã na ornamentação com flores. Assim, quando o domingo (2) de Finados chegar, planeja, tudo estará pronto como os parentes que já se foram merecem.

Quem reside em outras cidades ou cujo tempo está mais limitado tem a opção de recorrer aos profissionais que tiram o sustento de seus lares como cuidadores de túmulos no Cemitério trespontano. Nesta época, o ganho aumenta. Rodrigo Fernando Vitor Silva, responsável por quase 130 jazigos, calcula que a demanda cresceu em torno de 20%. Então, até o final deste sábado (1º) ele deverá deixar devidamente limpos mais de 150 túmulos.

Finados 3Para dar conta de tanto trabalho, desde a semana passada, Rodrigo intensifica a jornada. Ele tem ficado por conta da limpeza e de dar um grauzinho a mais nas sepulturas das 7 às 19h. São quase 12 horas por dia, dedicadas a deixar os túmulos brilhando. “Os clientes chegam aqui e encontram tudo pronto, então ficam felizes mesmo sendo o Dia de Finados triste para a maioria. Eles agradecem e nós também porque se há mais trabalho, há mais renda”, conclui.

A Prefeitura solicitou aos funcionários do Cemitério que orientem sobre a economia de água. Providenciou também um tanque cuja reserva está destinada a aguar as plantas. Vale lembrar que, em época de seca e de Decreto de Emergência recentemente assinado pelo prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), até na data de homenagear os falecidos é preciso ter consciência e usar a água com responsabilidade. “Muitas vezes a gente consegue limpar o túmulo com apenas um balde de água e pano. De fato não precisa esbanjar”, concorda Rodrigo Silva.

Finados 1Na Praça em frente ao Cemitério, comerciantes também iniciaram os preparativos. Tendas começaram a ser montadas e alguns floristas, desde cedo, já expunham as mercadorias. Carlos Roberto de Souza, popularmente conhecido como Carlão do Pula-Pula, se diz otimista. A expectativa dele é de aumento de 30% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado. “Sou muito conhecido e meus produtos têm preços muito bons”, garante. Para atender à clientela, o comerciante ampliou o estoque em 40% em relação a Finados de 2013 e tem vasos de flores artificiais que variam de R$ 5 a R$ 50.

Até o domingo, outros comerciantes vão se instalar no local, oferecendo a opção de flores naturais. No entanto, os consumidores mais precavidos já movimentam as floriculturas da Cidade.

Longe da previsão de alta nos preços – que chega até 22% em algumas regiões produtoras afetadas pela estiagem prolongada – está José Eustáquio dos Santos, o “Ratinho da Flora Primavera”. Ele garante que manteve os preços praticados ano passado, nesta mesma data. Assim, explica, os clientes ficam satisfeitos e garantem a saída das mercadorias, automaticamente, a entrada de dinheiro para o seu estabelecimento comercial.

“Ratinho” diz ainda que não faltarão as flores mais usadas na ornamentação dos túmulos. No caso dele, que possui plantação própria de várias espécies, dentre elas, palma, crisântemo, gipsofila, agapanto e açucena, com a seca algumas fontes praticamente secaram exigindo o controle da irrigação, mas deu tudo certo e a previsão é de crescimento variando de 20 a 30% nas vendas.

Celebrações

Para o Dia de Finados, as paróquias Nossa Senhora D´Ajuda, Nossa Senhora Aparecida e Cristo Redentor preparam as missas que acontecerão no Cemitério nos seguintes horários: 6h30min / 8h / 9h30min / 10h30min / 17h.

 

 

 

 

 

 

 

Notícia anterior

TOC conquista 54 medalhas em fase local e mantém segunda colocação na Copa Minas Gerais de Natação

Próxima notícia

Farmácias de Plantão em Três Pontas

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.