Esporte

26ª Taça EPTV – Três Pontas empata, mas Andradas fica com o título

Taça EPTV Futsal 2015 3

Andradas conquista segundo título consecutivo e o tricampeonato (Foto: Filipe Martins)

O Trespontano Atlético Clube (TAC) disputou a grande final da 26ª Taça EPTV de Futsal Sul de Minas, na manhã de sábado (27). O jogo foi sediado pelo Ginásio Poliesportivo Dr. Arthur de Mendonça Chaves, em Poços de Caldas. Os torcedores acompanharam o time, confiantes na conquista do título, mas foi a adversária Andrades que ergueu o troféu de ouro.

As duas equipes chegaram invictas à final. No entanto, Andradas possuía vantagem de jogar pelo empate por ter feito melhor campanha. Na competição, a equipe participou de seis jogos, vencendo todos, fez 25 gols e sofreu apenas 6. Já o TAC disputou sete partidas, obteve sete vitórias. Os gols marcados foram 23 e os sofridos 5.

Na final, os gols aconteceram no segundo tempo. Aos 10 minutos, Fufi abriu o placar para Andradas. Aos 20, Baiano empatou para os trespontanos que, apesar dos esforços, não conseguiram outras vantagens.

Com o placar de 1 a 1, Andrades conquistou o segundo título consecutivo e o terceiro na competição.  A equipe foi campeã em 2015, 2014 e 2005.

O TAC possui o vice-campeonato da Taça nas disputas de 2015, 2004 e 1995.

Taça EPTV Futsal 2015 2

TAC chegou invicto à final da competição, mas empate favoreceu a equipe adversária (Foto: Globo Esporte)

Notícia anterior

Três Pontas e Andradas fazem final da Taça EPTV de Futsal

Próxima notícia

Prefeitura de TP divulga resultado e classificação do Processo Seletivo de Estagiários

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.