Outros

Dia sim, dia não – Correios mudam sistema de entrega de correspondências Mas este não é o fator principal do atraso questionado pelos trespontanos, segundo a Empresa

Correios 1

Segundo Correios atraso pode ser gerado por vários fatores, dentre eles, o descumprimento de prazo por parte do próprio remetente (Foto: Ilustrativa Net)

Há cinco meses os Correios implantaram em todas as cidades com até 50.000 habitantes, a Distribuição em Dias Alternados (DDA).

A mudança começa a ser percebida e desagrada em Três Pontas. Vários cidadãos reclamam que documentos, carnês, boletos estão chegando às suas residências, aos seus postos de trabalho com atraso. Em maioria, os usuários do serviço se queixam de pagar multas e juros sobre o compromisso que, asseguram, não é quitado em dia devido ao “sumiço dos carteiros”. Além dos novos gastos, outra reclamação é sobre a perda de tempo em acessos a sites para a retirada da segunda via.  

De acordo com os Correios em Minas, com a DDA cinco bairros de Três Pontas começaram a ser atendidos com a distribuição domiciliaria. Assim, toda a região urbana do Município conta agora com o atendimento.

Ainda segundo informações enviadas a pedido do Sintonize, com o novo sistema cada carteiro ficou responsável em média por quatro bairros. Ele faz a entrega de duas localidades em um determinado dia e dos outros dois bairros no dia seguinte. Desta forma, o carteiro passa em cada logradouro dia sim, dia não. Já os sedex e encomendas continuam sendo entregues diariamente pelos veículos.   

Além do volume de cartas não justificar a percorrida diária em todas as ruas trespontanas, segundo os Correios, o efetivo local também não é suficiente para que o serviço continuasse como de costume. Um carteiro se aposentou recentemente, não houve dispensa, nem mesmo novas contratações e não há previsão de aumento do efetivo, já que a Empresa passa por ajustes na sua estrutura. 

No entanto, a equipe nem sempre é motivo dos atrasos de entrega. “Em muitos casos as correspondências já chegam à unidade com vencimento estourado. Às vezes o problema ocorre no tratamento, como tivemos casos de objetos postados em São Paulo, no mês de abril. Em outras situações é o próprio cliente (remetente), que atrasa as postagens”, esclarece a Empresa por meio de sua Assessoria de Imprensa, em Belo Horizonte. 

O que fazer?

Correios 2Na tentativa de ter em mãos as correspondências dentro do prazo desejado alguns clientes se dirigem à unidade de distribuição em Três Pontas. Ainda assim, na maioria das vezes, voltam para casa ou para o trabalho sem a retirada. Para evitar o desgaste, a dica é certificar-se se a correspondência esperada já está na unidade, ligando antes de ir até lá pelo telefone 3265-3152. O horário de atendimento é de 9 às 11 horas.

Para que o cidadão não arque com o prejuízo, os Correios orientam que é necessário identificar onde realmente a falha está acontecendo. A sugestão aos clientes que perceberem atraso nas suas correspondências é que eles informem à unidade distribuidora que realizará acompanhamento de tais correspondências.

Outro meio é entrar em contato através de um dos canais de atendimento ao consumidor. Pela internet http://www.correios.com.br/sobre-correios/fale-com-os-correios/fc ou pelos telefones para informações 3003 0100 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 725 7282 (demais localidades) / para reclamações, críticas, sugestões, dúvidas e elogios 0800 725 0100.  O atendimento telefônico vai de segunda à sexta-feira, das 8 às 20 horas. Aos sábado é de 8 às 14 horas. Não há atendimento aos domingos e feriados nacionais. 

Notícia anterior

Rainha Expocafé – 12 candidatas disputam o título no final do mês

Próxima notícia

Prefeitura de Três Pontas elimina criadouros da Dengue em mais três casas

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.