Política

Em TP, Vereadores rebatem afirmativas do Prefeito Entre os assuntos estão gastos de viagens de Antônio "do Lázaro", cujo retorno é cobrado por Paulo Luis

Vereador Antônio Carlos de Lima 1

Entre os esclarecimentos, Vereador Antônio Carlos de Lima disse que não há nada de errado com recursos empregados em viagens porque, se tivesse, os próprios colegas de Legislatura fariam a denúncia (Foto: CMTP)

Ele falou muita bobagem. É esta a avaliação do Vereador, Antônio Carlos de Lima (PSD) em relação a cobranças que o Prefeito Paulo Luis Rabello (PPS) fez em cima de ações do Legislador.

No início da sessão desta segunda-feira (22), na Câmara de Três Pontas, Antônio “do Lázaro” garantiu que não há nada de errado com suas diárias de viagens – um dos temas apontados em recente entrevista concedida pelo Executivo. Explicou que os valores são autorizados, inclusive, por colegas aliados à Administração e que, se houvesse irregularidade, os próprios parlamentares fariam a denúncia. 

Ainda sobre o assunto, informou que graças a seus contatos, ao contrário do que alega o Prefeito, tem conseguido benefícios para o povo trespontano, especialmente para os moradores do Quilombo Nossa Senhora do Rosário – localidade rural onde estão as raízes do Vereador. Benfeitorias também foram, segundo Antônio “do Lázaro”, obtidas para o Pontalete e outras comunidades, tais como a da Marmelada que hoje conta com água tratada pelo Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto). Auxiliar a comunidade na área da saúde também está entre os próprios feitos, enumerou o Vereador.

Antônio do “Lázaro” apontou que o Prefeito Paulo Luis, além de perder mais de R$ 21 milhões conseguidos para Três Pontas por intermédio do Deputado Federal Diego Andrade (PSD), também negou R$ 110 mil que seriam destinados à instalação de academias ao ar livre – uma para o Quilombo e outra para o Bairro São Judas Tadeu.

Nas declarações da noite, feitas em tom austero e até com palavrão – que levou à repreensão por parte do Presidente da Câmara, Luis Carlos da Silva (PPS) – o Vereador chamou o Prefeito de perseguidor, falou que por pelo menos duas vezes Paulo Luis usou indevidamente o carro oficial do Gabinete e ainda esbravejou ao recordar o desligamento da antena celular no Quilombo, um ato “desonesto” de Paulo Luis na avaliação do opositor.

Ainda no intuito de mostrar que o Gestor Municipal não é tão correto quanto prega, Antônio anunciou que Paulo Luis está perdendo o seu Cartório por irregularidades e pode até ficar sem direitos políticos por determinado período.

Vereador Paulo Vitor da Silva 1

Paulo Vitor reforçou que continuará cobrando porque não vê o progresso anunciado pela Administração (Foto: CMTP)

O Vereador Paulo Vitor da Silva (PP) foi mais um que se pronunciou.  Primeiro, disse que conseguiu R$ 50 mil para a Secretaria Municipal de Esportes que foram recusados pela Administração. O Parlamentar esclareceu que não tem autonomia para aplicar a verba em outra situação, como Paulo Luis teria acusado. Esse recurso teria sido intermediado pelo Deputado Estadual Duarte Bechir (PSD-MG).

Paulo Vitor não economizou palavras ao criticar a Administração. Em um dos pontos abordados, desmentiu o Prefeito quando este afirma que já cumpriu 70% do Plano de Governo apresentado à população na campanha eleitoral de 2012. Aqui repetiu apontamentos feitos pelo Professor João Victor Mendes, também em entrevista concedida na semana passada a dois veículos de comunicação da Cidade. Falou, então, entre outros, sobre os agendamentos pela internet e telefone das consultas médicas nas unidades de saúde do Município. Esta foi uma das bandeiras levantadas na corrida às urnas, mas ainda sem sinal de concretização pela atual Administração.

O Vereador enfatizou que continuará realizando cobranças porque não consegue ver os avanços anunciados pelo Executivo.

Prefeito diz que Vereador Antônio “do Lázaro” gastou R$ 14 mil em viagens e nada trouxe para a Cidade

Na entrevista, o Prefeito Paulo Luis Rabello expôs que o Vereador Antônio Carlos de Lima, um dos maiores opositores da Administração, gastou R$ 14 mil entre 2 de maio de 2013 a 11 de agosto de 2014. As viagens, bancadas pelo Município, tiveram como principais destinos Belo Horizonte e Brasília onde o Legislador relata visitas ao Deputado Diego Andrade e ao ex-senador Clésio Andrade. Comparecimento à Confederação Nacional de Transportes (CNT), à Secretaria de Estado da Defesa Social e ao Instituto de Terras de Minas Gerais (ITER-MG) também aparece nas justificativas de deslocamentos.

Mesmo com tantos contatos, alega Paulo Luis, o Vereador nada trouxe para o Município e, sequer, adquiriu conhecimento nos cursos que participou. A prova, avalia o Prefeito, está na postura – ou na falta dela – por parte de Antônio “do Lázaro”.

Prefeito Paulo Luis Rabello diz que Vereador Antônio do Lázaro gastou R$ 14 mil 1

Notas de empenho somam R$ 14 mil em viagens feitas pelo Vereador Antônio “do Lázaro” no período de 16 meses. Prefeito Paulo Luis cobra retorno ao Município

“Eu quero saber o que ele trouxe para Três Pontas, qual centavo foi agregado ao patrimônio público. Engraçado, as pessoas viajam, pegam a diária, mas não têm nota do hotel. Dormem onde, nas casas dos deputados? E ainda ganham diárias? Alguém precisa tomar providências, o Ministério Público precisa tomar providências porque o Prefeito não tem como fiscalizar tudo, aliás, tem é que executar e é isso que estamos fazendo aqui, executando obras”.

Na oportunidade, Paulo Luis devolveu a acusação de estar mentindo para a população. “Mentiroso é quem pega dinheiro público e gasta onde não deve, mentiroso é quem vai fazer curso e não adquire conhecimento. Esse é mentiroso e é corrupto”, registrou.

Sobre investimentos, o Prefeito destacou que uma escola foi construída no Quilombo Nossa Senhora do Rosário com recursos próprios da Prefeitura, ou seja, do povo e não com verbas resultantes de emendas parlamentares de um ou outro deputado, como – segundo ele – falam por aí.

Disse também que os recursos para as academias ao ar livre que chegam à Cidade são do Deputado Estadual Mário Henrique “Caixa” – hoje Secretário de Turismo do Estado. Aqui, mais uma vez, desfez o que chama de fabricação de pais. Segundo o Prefeito, opositores atribuem a lideranças políticas de seus grupos, conquistas assinadas por deputados estaduais e federais que apoiam a Administração.

Finalizando, Paulo Luis comentou que a academia ainda será instalada no Quilombo como já aconteceu no Distrito de Pontalete.

 

 

 

 

 

Notícia anterior

Bolinho de tilápia com queijo é novidade no Bar do Raul

Próxima notícia

“Escolinha” de Futsal do TOC proporciona vivência esportiva prazerosa e contribui para a condução de pequenos trespontanos à cidadania

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.