Outros

Feira Beneficente ou Feirinha do Brás? Prefeito diz não possuir meios legais de impedir evento; Associação Comercial recorre à Justiça

Acai e Prefeito discutem Feira do Brás 1

Prefeito Paulo Luis esclarece que emitiu Alvará para “Feira Beneficente” e que não possui meios legais de impedir o evento

O Presidente da Associação Comercial e Agroindustrial de Três Pontas (Acai), Michel Renan Simão Castro e aproximadamente 30 comerciantes procuraram pelo Prefeito, Paulo Luis Rabello (PPS), na manhã desta sexta-feira (6).

O grupo foi até a Prefeitura em busca de informações sobre uma feira programada para acontecer de hoje (6) a domingo (8) no Clube FelizCidade. A abertura de portas do Município para a “Feirinha do Brás” deixou muitos proprietários de estabelecimentos comerciais do Município preocupados e insatisfeitos.

A liberação do comércio ambulante foi visto pelo segmento como mais um agravante ao delicado momento econômico vivido por Três Pontas. Então, o grupo quis entender porque o Prefeito, conhecedor das dificuldades do comércio local, liberou o Alvará para a Feirinha.

Paulo Luis e ainda o Vice-Prefeito, Erik dos Reis Roberto e alguns Secretários conduziram os comerciantes e o Presidente da Acai até a Sala de Reuniões. Lá, o Prefeito informou que a permissão pedida foi para um evento beneficente. “Se os documentos estão corretos e devidamente preenchidos não posso negar o Alvará”, disse.  Assim, ele esclareceu que não havia liberado a realização de Feirinha do Brás ou Feirinha da Madrugada.

Na oportunidade, o Prefeito afirmou que trabalha dentro da Lei e que, qualquer ato contrário que ele praticar, terá que responder na Justiça, portanto, falou, redobra cautelas.

Acai e Prefeito discutem Feira do Brás 2

Comerciantes pedem apoio do Executivo no sentido de evitar mais danos ao comércio local

Agradou ao concordar com a iniciativa dos comerciantes no sentido de lutar pelos direitos e por maior estabilidade e ainda ao valorizar o segmento dizendo que sabe da importância do setor que emprega aproximadamente 5.000 trabalhadores.

O Chefe do Poder Executivo esclareceu que não tem meios legais de impedir o evento e orientou que, caso haja alguma irregularidade, que os comerciantes acionem o Poder Judiciário.

Foi o que fez a Associação Comercial. A empresa Santos e Nascimento Promoção de Eventos Ltda. foi que requereu o Alvará para a “Feira Beneficente”. Até o fechamento desta matéria, o evento estava confirmado por não haver decisão judicial de impedimento.  

 (Fotos: Assessoria de Imprensa / Prefeitura Municipal de Três Pontas)

 

 

 

 

Notícia anterior

Noite do Hawaii é remarcada e sofre alterações na programação inicial

Próxima notícia

Hoje tem Cine Debate de graça, em Três Pontas

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.