OutrosTopo

Junto com Juninho – Adolescente passa pelo tão esperado transplante de intestino, em Miami

Junto com Juninho Adolescente passa pelo tão esperado transplante de intestino em Miami 1 (Copy)

Em setembro, Juninho foi diagnosticado com a Síndrome do Intestino Ultracurto. Desde então aguardava o transplante

Reforçar as orações e o pensamento positivo para que Juninho responda bem ao procedimento. É este o pedido dos pais e de tantos amigos que o jovem, de apenas 16 anos, fez ao longo de uma caminhada cheia de dor, de sofrimento, de ansiedade – mas também de fé e solidariedade e que, todos torcem, já está chegando ao fim – mais ainda – a um final feliz.

Neste domingo (12), Juninho foi submetido ao transplante de intestino, no Memorial Jackson Hospital, em Miami (EUA). Conforme publicação em rede social, a cirurgia foi realizada pelo brasileiro Dr. Rodrigo Vianna. O médico teria informado que tudo transcorreu dentro da normalidade. No entanto, sabe-se que as 48 horas após a cirurgia são delicadas devido à baixa imunidade. O procedimento começou às cinco horas da tarde e foi concluído às 23 horas. Juninho ficará na UTI por alguns dias, mas tão logo acordou da anestesia, falou com os pais.

Outra boa notícia é que, se tudo continuar correndo bem, Juninho poderá se alimentar no final desta semana. Desde que descobriu a Síndrome do Intestino Ultracurto e perdeu 95% do intestino delgado, o adolescente recebe nutrição parenteral, ou seja, por veia.

Agradecimentos

No sábado (11) quando souberam da existência de um possível doador, os pais de Antônio Gleiber Cassiano Junior gravaram um vídeo agradecendo o gesto de amor ao próximo. Eles pediram a Deus conforto a esta generosa família e um caminho de luz ao doador, enquanto aguardavam o resultado do exame de compatibilidade. Felizmente, deu tudo certo.

A solidariedade e o tempo de espera 

Juninho embarcou para Miami no dia 14 de junho, em um avião UTI acompanhado da mãe, Alessandra. O pai viajou em um voo comercial pela manhã. Nos Estados Unidos, o adolescente foi direto para o Memorial Jackson Hospital e, mesmo longe, fez questão de se manter o mais perto possível do Brasil. Um dos passatempos era acompanhar a novena “O Rei do Gado” (TV Globo), uma das suas preferidas. Em momento algum escondeu o desejo de retornar logo ao seu País e poder voltar a trabalhar no sítio da família, em Campos Gerais (MG), onde lidar com o gado é o que mais gosta de fazer. 

Junto com Juninho Adolescente passa pelo tão esperado transplante de intestino em Miami 4

Família recebeu apoio espiritual durante os dias em que Juninho passava pelas avaliações médicas no Memorial Jackson Hospital

No Hospital, recebeu orientação espiritual e por 17 dias passou por avaliações médicas. Depois, com os pais, Antônio e Alessandra, foi para a casa de uma outra família brasileira, a da pequena Sophia. A menina nasceu com uma síndrome raríssima que impossibilita o funcionamento normal do estômago, intestino e bexiga. Para que Sophia leve uma vida melhor, precisou realizar um transplante mulivisceral, também em Miami. Além da família de Sophia, outros brasileiros estão dando suporte aos três sulmineiros. 

No lar provisório, Juninho recebeu diariamente a visita de um enfermeiro, Home Care, que preparou sua alimentação parenteral.

No último dia 5, Antônio, Alessandra e Juninho foram convidados para fazer um passeio e conhecer a cidade de Miami. E isto só foi possível porque nos Estados Unidos, com uma bomba portátil, a alimentação parenteral é colocada dentro de uma mochila que o paciente pode levar nas costas para ter maior mobilidade.

Antes de partir para Miami, o paciente ficou de outubro a junho sob cuidados das equipes do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba (PR). Foi lá que os médicos descobriram que o transplante seria a única chance de vida para o “mineirinho” de origem simples e cheio de sonhos e devoção. Em setembro de 2014, ele foi diagnosticado como portador da Síndrome do Intestino Ultracurto. 

Sem condições de arcar com as despesas da viagem e do transplante, os pais de Juninho entraram com ação na Justiça para que o Governo Federal pagasse a cirurgia e salvasse a vida do adolescente. Cumprindo determinação judicial, a União pagou o transporte aéreo, o hospital e a equipe médica de Miami. As despesas são estimadas em R$ 3 milhões.

Enquanto Antônio, Alessandra e Juninho se agarraram à esperança, amigos idealizaram uma campanha com o objetivo de arrecadar fundos para o transplante.  O movimento mobilizou cerca de 50 mil pessoas e resultou em mais de R$ 500 mil. O dinheiro está auxiliando nas despesas da família nos EUA.

(Fotos: Rede social – Junto com  Juninho)

Notícia anterior

Implante dentário pode resgatar autoestima e qualidade de vida

Próxima notícia

Dom Diamantino receberá Moção de Aplauso na Câmara de Varginha

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.