Política

Medalha da Inconfidência – Membros do PT, Ministros e Líder do MST estão entre os homenageados

Praça Tirandentes em Ouro Preto

Praça Tiradentes, em Ouro Preto, onde acontecerá a solenidade, na manhã deste 21 de abril (Foto: Mondego)

Nesta terça-feira (21), será entregue a Medalha da Inconfidência. Personalidades e entidades que, segundo avaliação do Governo do Estado, contribuíram para o desenvolvimento de Minas e do Brasil receberão a honraria.

O Ministro Ricardo Lewandowski, Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), chegou a ser anunciado como Orador da solenidade e receberá o Grande Colar, comenda de grau máximo. Mas houve mudança no protocolo. O Orador será o Governador do Estado, Fernando Pimentel (PT). 

Foto:Paulo Vitale

Governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), será o Orador no lugar de Ricardo Lewandowski, Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)

A fala do Orador, geralmente dada a quem recebe a comenda em grau máximo, é considerada o mais importante momento da cerimônia. Assumir o posto de Lewandowski – questionado por ter votado contra a condenação de petistas, como o ex-Ministro José Dirceu, durante o julgamento do mensalão – teria sido decisão do próprio Governador.

No ano passado, foram entregues 200 medalhas. Hoje, a lista dos agraciados está mais enxuta e contempla nomes da equipe da Presidente Dilma Rousseff (PT), Secretários de Estado do Governador Fernando Pimentel, além de deputados da base aliada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais e na Câmara dos Deputados.

Ao todo serão 141 homenageados. Entre eles estão os Ministros Carlos Eduardo Gabas (Previdência Social), Nelson Henrique Barbosa Filho (Planejamento, Orçamento e Gestão), Bruno Dantas Nascimento (Tribunal de Contas da União) e ainda Luís Inácio Adams (Advogado-geral da União) e Alexandre Corrêa Abreu (Presidente do Banco do Brasil). 

Do primeiro escalão de Pimentel estão os Secretários Macaé Evaristo (Educação), Helvécio Magalhães (Planejamento e Gestão), Odair Cunha (Governo), Fausto Pereira dos Santos (Saúde), Murilo Valadares (Obras), Marco Antônio Rezende Teixeira (Casa Civil). Quem também receberá a comenda é João Pedro Stédile (Presidente do Movimento dos Sem-Terra).

A cerimônia terá início às 10 horas, na Praça Tiradentes, em Ouro Preto. Na oportunidade, será realizada homenagem ao Mártir da Inconfidência, com a colocação de uma coroa de flores junto ao monumento de Tiradentes.

“Por motivo de agenda”, a Presidente Dilma Rousseff (PT) não estará presente. 

Tradição

Medalha da Inconfidência 1

Neste ano serão 141 homenageados com a Medalha criada em 1952 pelo Governador de Minas Juscelino Kubitschek

A Medalha da Inconfidência é entregue anualmente desde 1952 quando foi criado pelo Governador Juscelino Kubitschek  para homenagear pessoas que prestaram relevantes serviços para a promoção e desenvolvimento do Estado. É a maior comenda concedida pelo Estado de Minas Gerais e possui quatro designações: Grande Colar, Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência.

Cumprindo a tradição do dia 21 de abril, o primeiro ato do Governador é assinar a transferência simbólica da Capital do Estado para Ouro Preto.

A tocha da liberdade está sendo trazida de São Lourenço pelos Cavaleiros da Inconfidência. A cavalgada foi iniciada em 23 de março, após a entrega da Comenda Ambiental Estância Hidromineral de São Lourenço. Antes de chegar a Ouro Preto, os cavaleiros passaram por Caxambu, Baependi, Cruzília, Carrancas, Madre de Deus de Minas, São João Del Rei, Tiradentes, Prados, Carandaí, Cristiano Otoni, Queluzito, Conselheiro Lafaiete e Ouro Branco. 

Nos últimos 10 anos, a cerimônia rendeu homenagens a diversas personalidades brasileiras e estrangeiras, como a Presidente Dilma Rousseff (2011), o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003), o Arquiteto Oscar Niemeyer (2007), Maria Estela Kubitschek (2006) e o ex-Presidente de Portugal Mário Soares (2005).

Moradores preparam protesto contra o PT

Moradores de Ouro Preto devem realizar um panelaço durante a solenidade de entrega da Medalha da Inconfidência. A intenção é protestar contra o PT.

Em nota, o Movimento Vem Pra Rua Ouro Preto teria dito que repudia veementemente as condecorações com a Medalha a apadrinhados do PT de reputação duvidosa. “Tiradentes é um herói que não merece essa afronta”.

(Fontes: Estado de Minas/Agência Minas)

 

 

 

 

 

 

 

 

Notícia anterior

Farmácias de Plantão em Três Pontas

Próxima notícia

Prevenção – SMMA providencia a retirada de duas árvores na Avenida Barão da Boa Esperança

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.