Outros

Quaresma chega e com ela a expectativa do aumento nas vendas de pescados

Quaresma e Consumo de Peixes 3

Em peixaria no Centro de Três Pontas expectativa é de crescimento das vendas em decorrência da tradição e crença religiosa

A Igreja aconselha a abstinência de carne vermelha durante a Quaresma como gesto de conversão.  E milhares de católicos cristãos seguem a tradição religiosa, substituindo o consumo pelos pescados o que faz disparar a venda de peixes em todo o Brasil no período. 

Neste ano, iniciado em cenário econômico nada animador, a chegada da Quaresma reacende a esperança dos comerciantes do ramo. A expectativa é que o consumidor mais uma vez faça a opção, aquecendo o mercado. Em algumas regiões brasileiras, calcula-se que o aumento nas vendas em relação à mesma época de 2014 fique entre 30% e 50%, mesmo com o acréscimo nos preços também em relação ao ano passado.

Em Três Pontas, a procura ainda é tímida. Mesmo assim, proprietários de peixarias preferem cultivar o pensamento otimista. Cristiano Abreu Araújo, por exemplo, mantém o estabelecimento estocado. Há variedade de água doce e salgada. São 50 espécies entre peixes e frutos do mar – aqui entram, entre outros, o camarão, lula e mariscos.  Outra opção, são os pratos semi-prontos, dentre eles, casquinhas de siri e bolinhos de bacalhau.

Os preços, diz o comerciante, também aparecem em longa escala. As espécies de água doce vão de R$ 12 a R$ 27 o quilo. Já as de água salgada variam de R$ 11 a R$ 150 o quilo. O bacalhau, um dos preferidos neste período, é do Porto – de maior qualidade e raramente encontrado no Município.

Quaresma e Consumo de Peixes 2

Pratos semi-prontos, tais como, casquinha de siri e bolinho de bacalhau entram para a lista de opções

Baixo nível da Represa de Furnas pode comprometer fornecimento

Segundo Cristiano, está difícil encontrar alguns peixes de água doce, consequência do baixo nível da Represa de Furnas. “Já estamos sem traíra e lambari e, de acordo com pescadores, até o final da Quaresma é possível que falte também a tilápia – um dos peixes mais consumidos pelos trespontanos”, revela.

Para facilitar a vida do cliente, consequentemente, incentivar as vendas, o proprietário da peixaria adotou algumas medidas. Encomendas, entrega em casa e horário especial de funcionamento do estabelecimento (segunda a sábado de 9h às 19h / domingos e feriados de 9 às 12h) reforçam o incentivo ao consumo.

 

Notícia anterior

Secretária de Cultura faz balanço sobre o carnaval

Próxima notícia

Farmácias de plantão em Três Pontas

Arlene Brito

Arlene Brito

Jornalista formada pelo Centro Universitário do Sul de Minas (Unis-MG). Atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa de Três Pontas (MG): TV Cidade, Rádio Três Pontas, Jornal Tribuna, Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, Jornal Correio Trespontano e agora está à frente do site Sintonizeaqui. Indicada para compor a equipe de assessoria de imprensa do Governo de Minas Gerais (2003/2010), optou por continuar em sua Terra Natal registrando os principais fatos e acontecimentos e, assim, ajudar a escrever a história do Município conhecido internacionalmente como a Capital da Música e do Café.