Educação, Cultura e Lazer em Três PontasEntretenimento em Três Pontas

Canção vencedora do 46º Fenac contou com a participação de dois músicos de Três Pontas

Quatro músicas de autores trespontanos foram selecionadas para o Festival Nacional da Canção (Fenac), mas não passaram da fase local, apesar da torcida maciça. No entanto, o Município ficou dentro da grande final e, mais ainda, saiu vencedor da 46ª edição do evento.

Fenac Festival Nacional da Canção 46 2016 Cinco Nós Wander Scalioni e Clayton Prósperi 2 (Copy)

Dos seis musicistas que venceram o 46º Fenac, dois são de Três Pontas

Quem viu a matéria publicada ontem (5) pelo Sintonizeaqui sobre “Runas” ter levado o maior prêmio deve estar se perguntando: como trespontanos ganharam se o troféu Lamartine Babo foi para o capixaba Nano Vianna? Simples, a Banda Cinco Nós que acompanhou o compositor foi formada por Wander Scalioni (sax) e Clayton Prósperi (teclado) – que são de Três Pontas – e ainda por Allan Jhonn, de Varginha (contrabaixo), Victor (bateria), Renato (guitarra) e Nano Vianna – de Vitória (ES).

O grupo se apresentou na etapa classificatória de Três Pontas, na semifinal e na final realizadas de sexta a domingo (2, 3 e 4) em Boa Esperança.

Fenac Festival Nacional da Canção 46 2016 Cinco Nós Wander Scalioni e Clayton Prósperi 4 (Copy)

Wander Scalioni tocou pela segunda vez com Nano Vianna, primeira no desafio pelo troféu Lamartine Babo

O musicista Wander Scalioni conheceu Nano ano passado, na etapa de Varginha, quando tocou com um concorrente do Rio de Janeiro. Chegou a acompanhar o intérprete em “Codinome Beija-Flor” (Cazuza) em uma apresentação livre do Fenac. Foi então convidado por Vianna para seguir com ele na fase trespontana onde havia conseguido a classificação da canção, “Roma”, que acabou não sendo apresentada. Isso porque o irmão de um integrante da Banda faleceu e os músicos capixabas voltaram para Vitória.

Fenac Festival Nacional da Canção 46 2016 Cinco Nós Wander Scalioni e Clayton Prósperi 3 (Copy)

Clayton Prósperi já venceu o Festival e, desta vez, saiu campeão integrando a Banda a convite de Vianna

Desta vez, tão logo soube da seleção de “Runas”, Nano Vianna fez o contato com Scalioni que, além de aceitar o desafio, indicou o tecladista Clayton Prósperi. Com ajuda da tecnologia, tudo foi se encaixando, apesar da distância. “Por mensagens e telefonemas fomos combinando o que fazer com um mês de antecedência. Todas as ideias que o compositor e intérprete Nano Vianna tinha ele gravava e enviava em nosso grupo no WhatsApp. Na sexta-feira que antecedeu a primeira apresentação, que foi na etapa de Três Pontas, nos reunimos e colocamos os combinados na prática. Sábado quando subimos ao palco já tava tudo pronto”, revela.

Sendo assim, a estrela dos músicos de Três Pontas também brilhou no maior festival de música do Brasil. “Agradecemos a confiança do Vianna. Ele confiou plenamente em nossa musicalidade para somar na composição dessa Banda maravilhosa….fico honrado com essa confiança, demos nosso melhor e valeu a pena”, finaliza Wander. 

Notícia anterior

Cemig Planeja Manutenção Em Rede E Comunica Interrupção De Energia Em Três Pontas nesta terça-feira

Próxima notícia

Farmácias de Plantão em Três Pontas