Qualidade de Vida e Saúde para o trespontano

Postos de Saúde de Três Pontas estarão abertos neste sábado para vacinar crianças contra o Sarampo

Os postos de saúde da região urbana de Três Pontas estarão abertos neste sábado, 19 de outubro, Dia D da primeira fase da Campanha Nacional Contra o Sarampo. Desta vez, crianças de 6 meses até 5 anos incompletos devem receber a dose preventiva, que será aplicada das 7 às 17 horas.

No atendimento, vacinas em atraso poderão ser colocadas em dia, conforme explica a coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI) no setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde de Três Pontas, Lara Miranda Silva. Então, não se esqueça de levar a caderneta de vacinação.

Iniciada no último dia 7, a mobilização terá ainda uma segunda etapa, com início programado para 18 de novembro. Nesta fase, a imunização será direcionada para adultos na faixa etária de 20 a 29 anos que não estão com a caderneta de vacinação em dia.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), a meta é vacinar em todo o Brasil 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões de adultos. Somente em Minas Gerais, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), a estimativa é a de que 770.545 crianças não estão vacinadas contra a doença.

Em 2016, o Brasil alcançou a erradicação do Sarampo. Resistência da população à vacinação fez surgir novos casos da doença que pode levar à morte (Foto: Ilustrativa Net)

Números

Os casos de Sarampo em Minas Gerais continuam crescendo. Em apenas uma semana, o número de confirmados subiu de 41 para 51 e existem 368 notificações suspeitas da doença sendo investigadas.

Grave

Altamente contagioso, o Sarampo é causado pelo vírus Measles morbillivirus. Os sinais e sintomas iniciais geralmente incluem febre, muitas vezes superior a 40º C, tosse, corrimento nasal e olhos inflamados. Em cerca de 30% dos casos ocorrem complicações, entre elas, diarreia, cegueira, inflamação do cérebro e pneumonia. O Sarampo pode desencadear infecções generalizadas e levar à morte. 

Ser vacinada é um direito da criança. Levar a garotada para ser vacinada é dever dos pais e demais responsáveis. 

Notícia anterior

Câmara aprova repasse de R$ 100 mil à Apae

Próxima notícia

Cafeína Cocatrel: cafeicultura feminina do Sul de Minas para o mundo