Aqui Notícias de Três Pontas e regiãoEntretenimento em Três Pontas

Associação Comercial marca primeira reunião e convida pessoas interessadas em realizar o carnaval 2019 em Três Pontas

Arlene Brito

Associação Comercial se propõe a encabeçar a organização do Carnaval 2019

Carnavalescos, pessoas com forte ligação em atividades culturais e simpatizantes e ainda a Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Turismo estão convidados para uma reunião que acontecerá na sede da Associação Comercial de Três Pontas no dia 19 de março, com início previsto para as 19 horas. O assunto em pauta será a eleição da Comissão de Representantes à qual caberá propor projetos que levem a comunidade a entender a importância do carnaval para a cidade. Os membros da Comissão deverão ainda indicar os caminhos a serem trilhados com efetividade para que no ano que vem Três Pontas possa brincar o carnaval e comemorar uma realização bem sucedida e democrática do evento.

O agendamento do encontro mostra que a Associação Comercial e Agroindustrial (Acai-TP) está realmente disposta a promover a festa de Momo em 2019. O interesse foi manifestado publicamente na última sexta-feira (16) quando o presidente Bruno Dixini Carvalho, o diretor Michel Renan Simão Castro e o Gerente de Negócios, Hélio de Carvalho Junior reuniram jornalistas e anunciaram, mais do que uma vontade, a necessidade de amadurecer ideias para que o carnaval de Três Pontas volte atraente, fortalecido e, assim, proporcione lazer aos trespontanos enquanto fomenta o comércio e o turismo.

Presidente da Acai-TP, Bruno Dixini Carvalho antecipa que molde será traçado ouvindo interesse da sociedade organizada

“Resolvemos convidar a população, convidar a iniciativa privada para juntos retomarmos o carnaval para nossa cidade. A Associação Comercial fica honrada em encabeçar essa proposta de resgate e pode trazer os recursos intelectuais para fazer isso acontecer”, começou o presidente Bruno Dixini. Para o empresário, o município é farto em pessoas criativas, que amam a cultura – mas que estão dispersas. “Basta unir esse pessoal com a nossa força de vontade, com a nossa garra empresarial e vamos conseguir tirar do papel trazendo o evento para a realidade”, afirmou com otimismo.

Ainda de acordo com o presidente, a Acai não abre mão de que o carnaval 2019 aconteça com qualidade e segurança para brincantes de todas as idades. Ele antecipa que, pelos planos, o molde será definido juntamente com a sociedade organizada.

Isca para trespontanos e turistas

Faltando dez dias para o carnaval 2018, o prefeito de Três Pontas, Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), cancelou a festa, argumentando atender recomendação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). Com isso, centenas de trespontanos procuraram curtir o feriado prolongado em praias e cidades vizinhas. Sem contar a decepção daqueles que esperavam desfile e banda na Avenida do Samba, foi inevitável o prejuízo.

Michel Renan (à esquerda) defende agilidade e contabiliza que Três Pontas deixou de arrecadar considerável volume de dinheiro com o cancelamento do carnaval de TP deste ano

O diretor da Acai, Michel Renan Simão Castro, explica que neste ano o Sebrae-MG anunciou como parâmetro de gastos R$ 250 por pessoa/dia durante o reinado de Momo. A projeção é que 15 mil pessoas saíram de Três Pontas, portanto, a cidade deixou de arrecadar de R$ 3 milhões a R$ 5 milhões.

A Acai defende que, além de segurar aqui os foliões, consequentemente fazendo girar o dinheiro na cidade, é importante que o carnaval traga visitantes. “A maior fonte geradora de riqueza no mundo hoje é o turismo. Temos que fazer com que cada vez mais possamos trazer pessoas para a nossa cidade”, disse, lembrando que vários carnavais estão sendo resgatados, Belo Horizonte, citou como exemplo, com muito pouco investimento frente à considerável arrecadação.

Michel Renan analisa que é possível que muita gente também não queira o carnaval, portanto, ponderou, é preciso ouvir os anseios da comunidade. “Temos que fazer a festa acontecer, mas com o mínimo de impacto, com o mínimo de contrariedade possível”.

Planejamento imediato por parte de todos

Ainda na opinião do diretor, o planejamento tem que ser imediato e entre as primeiras definições está o valor que a Prefeitura pretende direcionar para o carnaval 2019 e, claro, que o montante esteja no orçamento. “Quem deseja viajar no ano que vem, por falta de opção em Três Pontas, começa a pagar agora. Não podemos esperar e não podemos pensar em um carnaval mais ou menos, mas, sim, em um evento atrativo, inovador”, concluiu Michel Renan.

Para o presidente da Acai, Bruno Dixini, blocos e escolas de samba precisam ter independência financeira já que o poder público necessita priorizar setores, tais como, saúde. A ideia é incentivar as agremiações a criarem ferramentas para que tenham renda própria. “E quando a Prefeitura puder, ajuda para dar mais vida ao carnaval da cidade”, complementou.

Clube Trespontano também se prepara para voltar à ativa

Também na coletiva de sexta-feira (16), o presidente do Clube Literário Recreativo Trespontano (CLRT), Humberto Luiz de Araújo Brito, afirmou que o Clube quer participar e, mais, ajudar nesta retomada.

CLRT deverá passar por restauração e voltar às atividades, antecipa o presidente Humberto Brito

Na oportunidade, Humberto explicou que o CLRT está interditado desde 2012 por não atender a determinadas normas de segurança e combate a incêndio. No entanto, aliviou, informando que existe um projeto de reforma e adequação aprovado e cuja execução agora é possível, já que todos os passivos foram resolvidos, dentre eles, fiscais e trabalhistas. “A restauração demanda dinheiro, cerca de R$ 600 mil. Temos parte desse recurso e vamos trabalhar com o intuito de estar, no final de 2018, com o prédio liberado para que possamos, com criatividade, abrigar eventos, por exemplo, casamentos, formaturas, carnaval e conseguir o restante para completarmos a obra. O Clube estará de novo pronto para servir à comunidade”.

Segundo o presidente, o Clube possui 405 sócios-proprietários. Além do imóvel localizado na Praça Cônego Victor, a entidade privada detém o Clube de Campo Catumbi (CCC) há tempos arrendado para uma empresa trespontana.

Humberto Brito reforçou que está de mãos dadas com a Acai-TP no projeto de resgate do carnaval de Três Pontas. “Somos parceiros porque queremos que a cidade tenha suas festas, suas comemorações e que todos possam participar com suas famílias. Queremos que Três Pontas volte a ter um bom carnaval porque é uma forma de divulgar a nossa cidade”, encerrou.

Confirmação de presença

A reunião do dia 19 acontecerá na Rua Afonso Pena, 33 – Centro de Três Pontas. Os interessados em participar devem confirmar presença e informar nome da entidade que representa até 9 de março pelo telefone 3265-1839.

A Diretoria da Acai-TP pede que as pessoas levem ideias já formatadas para agilização do Plano de Ação.

 

 

 

 

 

 

Notícia anterior

Confira quais farmácias estão de plantão em Três Pontas

Próxima notícia

Programa de aceleração gratuito abre inscrição para startups