Aqui Notícias de Três Pontas e regiãoQualidade de Vida e Saúde para o trespontano

Campanha de vacinação contra o sarampo e poliomielite começa no próximo dia 6 em TP

Jessica Mesquita Silva

sarampo paralisia vacina posto de saúde em três pontas

Postos de Saúde de Três Pontas se preparam para mais um movimento nacional de prevenção ao sarampo e polio (Foto: arquivo)

A campanha de vacinação contra o sarampo e paralisia infantil (poliomielite) terá início em Três Pontas no próximo dia 6. A campanha é nacional e ocorrerá em postos de saúde de todo o país até o dia 31 de agosto. A ação tem o objetivo de imunizar  a população contra tais doenças.

De acordo com Lara Miranda Silva, enfermeira do Programa de Imunização do setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde de Três Pontas, no município os postos de saúde estarão abertos das 7 às 17 horas. Será necessário apresentar o Cartão do SUS (Sistema Único de Saúde) e o Cartão de Vacina.

Quem deve se vacinar?

Campanha Vacinação 2018Conforme as primeiras informações passadas pela enfermeira Lara Miranda, a vacina contra o sarampo protegerá o cidadão também contra a caxumba e rubéola. Confira abaixo as idades e doses:

1-29 anos: 2 doses da vacina.

30-49 anos: 1 dose da vacina.

Profissionais da área da Saúde: 2 doses independente da idade.

Já em relação à paralisia infantil, todas as crianças de 0 a 5 anos de idade devem ser vacinadas.

Contraindicação

Segundo a enfermeira, pessoas que tiverem alergia a algum dos componentes da vacina, mulheres grávidas e mulheres que queiram engravidar devem informar a sua situação ao atendente. Nos dois primeiros casos, a vacina não é indicada. No último, o ideal é evitar a gravidez por 30 dias após a vacinação.

As doenças

O sarampo pode ser transmitido através da tosse e espirros de uma pessoa infectada, por contato com a saliva ou por secreções nasais. Entre os sintomas da doença estão febre, tosse, corrimento nasal e olhos inflamados. Além disso, podem aparecer manchas vermelhas pelo rosto e pelo corpo. Quando o quadro se agrava, o infectado pode apresentar ainda diarreia, cegueira, inflamação do cérebro e pneumonia.

No caso da poliomielite, popularmente conhecida como paralisia infantil, pode ser transmitida através da tosse, espirro ou por gotículas expelidas ao falar. Outra forma de se infectar com a doença é pelo contato de fezes através da boca. Os sintomas da poliomielite são parecidos com os de outras doenças virais, tais como, infecções respiratórias (gripe): febre e dor de garganta; outros sintomas são: náusea, vômito, prisão de ventre, dor abdominal, entre outros.

Em alguns casos, os infectados podem desenvolver paralisia (com sequelas permanentes), insuficiência respiratória – o que pode levar à morte.

Notícia anterior

Morre em Alfenas o sertanejo Amaraí da consagrada dupla com Belmonte

Próxima notícia

Sebrae e Associação Comercial convidam para palestra sobre Qualidade no Atendimento ao Cliente