Qualidade de Vida e Saúde para o trespontano

Clube de Esportes de Três Pontas aumenta vigilância contra a Dengue Iniciativa comprova responsabilidade social do TOC

Três Pontas tem 738 casos notificados de Dengue, neste ano, conforme Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Deste montante, 50 foram descartados. Dos 688 restantes, 137 já foram confirmados e os demais estão sob investigação. Não é novidade citar que o combate ao mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti, é dever dos governos municipais, estaduais e Federal – mas também de cada cidadão. Aliás, a população trespontana tem muito a fazer, já que 80% dos focos do mosquito estão sendo encontrados nos quintais. Os outros 20% em terrenos baldios, segundo pesquisa larvária (LIRAa) realizada no período de 7 a 10 de janeiro.

Na cidade, com alta incidência de casos notificados em 2019, o SintonizeAqui encontrou um exemplo de responsabilidade cidadã em relação à prevenção. Semanalmente, sempre às quartas-feiras, toda a equipe do Trespontano Olímpico Clube (TOC) suspende suas atividades corriqueiras e parte para a investigação. Caixas d’água, calhas, vasos de plantas, bebedouros, enfim, cada cantinho do Clube é vistoriado em busca de possível água parada – local de proliferação do mosquito.

De acordo com a presidente, Renata Caliari Andrade Rabello, os cuidados com as dependências do TOC são constantes e nenhum foco do Aedes aegypti foi encontrado até o momento. Ainda assim, são usados produtos que combatem larvas, por exemplo, nos ralos. Em relação às piscinas, a presidente tranquiliza informando que todas elas recebem o devido tratamento, que é inclusive acompanhado por um profissional químico, “até mesmo porque os sócios merecem mergulhar, se exercitar e se divertir em águas limpas, bem cuidadas”.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente, Marcelo de Figueiredo Gomes, a conduta do TOC serve como exemplo para as demais instituições na luta contra a doença.  “A grande diferença no controle da Dengue está neste tipo de atitude da população. Gostaria, então, de parabenizar o TOC pela ação preventiva, pela preocupação em promover o bem estar coletivo”, registra o secretário.

Além da Dengue, o mosquito Aedes aegypti transmite Zika, Chikungunya e Febre Amarela.

O que a população deve fazer para combater o mosquito Aedes aegypti?

Se informar, conscientizar e evitar água parada em qualquer local e em qualquer época do ano. As principais medidas de prevenção e combate ao Aedes aegypti são as seguintes. 

  • Manter bem tampados tonéis, caixas e barris de água
  • Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água
  • Manter caixas d’água bem fechadas
  • Remover galhos e folhas das calhas
  • Não deixar água acumulada sobre a laje
  • Encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana
  • Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana
  • Colocar lixos em sacos plásticos e em lixeiras fechadas
  • Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais
  • Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo

Combate à Dengue é responsabilidade de todos! (Ilustrativa Net)

Notícia anterior

Dia Mundial da Criatividade terá eventos em 50 cidades no Brasil e em Portugal, Alemanha e Sérvia

Próxima notícia

Convite - 23: Dia da Novena Mensal pela Canonização do Beato Padre Victor