OutrosTopo

Cocatrel ultrapassa a marca recorde de 2 milhões de sacas recebidas

Cooperativa atribui resultado à profissionalização do produtor
aliada a fatores como competência dos funcionários, investimentos assertivos
e prestação de serviços de qualidade ao cooperado.

Dois milhões de sacas recebidas. Este é o relevante número alcançado, até o momento, pela Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Três Pontas (Cocatrel), na safra ainda em andamento. Um resultado que celebra um ano de muito trabalho, dedicação dos funcionários e que reforça o propósito da Cooperativa de ser base, estar perto e de ser totalmente segura para o negócio do cooperado. 

“Nos propusemos a meta de recebimento de 2 milhões de sacas de café, por acreditar que poderíamos conquistar ainda mais a fidelidade e a confiança do nosso cooperado e, também uma maior participação do mercado, e foi o que aconteceu. Estamos muito orgulhosos por batermos recordes em todos os municípios onde a Cocatrel atua e por concretizarmos um trabalho criterioso e muito bem feito que vem sendo realizado por todos nós, diretoria, conselhos e funcionários, com o foco na sustentabilidade da Cooperativa e na competitividade dos nossos cooperados”, afirma Marco Valério Araújo Brito, presidente da Cocatrel. 

Marco Valério, presidente da Cocatrel

Em agosto de 2020, a Cocatrel já havia batido seu recorde histórico de recebimento, que era de 1,6 milhão de sacas. Hoje comemora os 2 milhões e os números ainda irão além. Importante dizer que, por trás deste resultado há uma logística bem estruturada nos armazéns da Cooperativa, para que entradas e expedições possam acontecer ao mesmo tempo, com eficiência, agilidade e, principalmente, segurança para todos. Em dias de pico, a Cocatrel chegou a efetuar descargas de 628 caminhões, com cerca de 76 mil sacas de café sendo movimentadas entre entradas e saídas em seus armazéns. 

Em relação à logística, a Cocatrel expandiu e melhorou suas estruturas, ampliou sua capacidade de recebimento e armazenamento, em Três Pontas, e abriu mais duas unidades, em Varginha e Três Corações. Para melhorar os processos internos, principalmente nos armazéns, a Cooperativa aumentou a capacidade da indústria de rebeneficiamento de café e implantou um WMS (Sistema de Gerenciamento de Armazéns) de última geração, que trouxe mais segurança e rastreabilidade. 

Armazém Paraíso, em Três Pontas, foi um dos que receberam melhorias na estrutura para recebimento da safra 2020/2021

Além disso, a Cocatrel utiliza equipamentos que são referências no mundo, como torradores Probat e softwares de torra, como o Cropster. É importante ressaltar que a Cooperativa está em fase de implementação do novo sistema operacional, o SAP, que resultará em transparência e maior possibilidade de inovação nos serviços prestados ao produtor. 

“É preciso olhar para o todo para entender a razão deste resultado tão expressivo. Uma meta que envolve cada um dos setores da Cooperativa, que trabalharam muito para proporcionar segurança, crescimento e o desenvolvimento da Cocatrel, de seus cooperados, colaboradores e comunidades onde está inserida. Mantemos o compromisso de estarmos mais próximos, garantindo segurança, agilidade e redução de custos aos cooperados. Este é um ano de bienalidade positiva e os produtores, cada vez mais profissionais e capacitados, fizeram sua parte na produtividade de suas lavouras e na qualidade dos cafés entregues à Cocatrel. A eles, aos colaboradores e às empresas parceiras, nossos agradecimentos por depositarem tanta confiança em nossa Cooperativa”, finaliza Marco Valério. 

(Ana Luisa Leite – Assessora de Imprensa da Cocatrel)

Notícia anterior

Padre Victor - Aniversário de Morte será comemorado com Reza do Terço, Missas e Carreata

Próxima notícia

Menor Infrator tenta engolir maconha durante abordagem da PM