Qualidade de Vida e Saúde para o trespontano

Contra a Gripe: Dia D é neste sábado

Vacinação Contra a Gripe 1Até o momento, 5.500 trespontanos já estão imunizados. Eles correram para receber as doses preventivas contra a Gripe, que chegaram mais cedo ao Município. O volume correspondeu a 40% do total que será destinado à Cidade pelo Ministério da Saúde (MS).

Quem ainda não se vacinou deve procurar uma das unidades de saúde neste sábado (30) quando Três Pontas, a exemplo de todo o Brasil, realizará o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação Contra o H1N1. Os postos abrirão às 7 horas e encerrarão as atividades às 5 da tarde. Será importante apresentar a caderneta de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Vacinação Contra a Gripe é Prorrogada 2

Unidades de saúde estarão abertas neste sábado, das 7 às 17 horas

De acordo com a Enfermeira Lara Miranda Silva, do Serviço de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), na tarde de ontem (28), vieram 5.800 doses, ou seja, mais 45%. Elas serão destinadas aos grupos prioritários estabelecidos pelo Governo Federal, que segue orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS). São eles, crianças com idade entre 6 meses e 5 anos, gestantes, idosos, mulheres com até 45 dias após o parto, pessoas com doenças crônicas e profissionais da saúde. Indígenas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional também têm prioridade porque fazem parte de grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Por que é importante a vacinação em massa?

Vírus H1N1

O vírus H1N1 normalmente se aproveita de ambientes pouco ventilados para se propagar, por isso, o inverno se torna o período mais propenso à contaminação (Foto: Ilustrativa Net)

Oficialmente, a Campanha Nacional começa neste sábado. Participar do Dia D é muito importante. Isso porque, a resposta máxima de anticorpos se observa entre o 14º e o 21º dia após a vacinação. Vacinando-se agora, a pessoa estará imune quando o período mais crítico de transmissão – o inverno – chegar.

Ainda de acordo com o Ministério, a vacina contra a Gripe é segura e reduz complicações que podem produzir casos graves da doença, internações e óbitos. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da Influenza.

Números

Até 16 de abril, foram registrados 1.635 casos de Influenza de todos os tipos no Brasil, sendo 83% (1.365) pelo vírus H1N1, além de 230 mortes. A Região Sudeste concentra o maior número de casos (976) de infecção por H1N1, sendo 883 no estado de São Paulo.

Outros estados que registraram casos este ano foram: Santa Catarina (102), Goiás (62), Rio de Janeiro (44), Minas Gerais (44), Pará (42), Distrito Federal (36), Rio Grande do Sul (32), Bahia (32), Paraná (30), Mato Grosso do Sul (14), Pernambuco (11), Alagoas (6), Ceará (6), Rio Grande do Norte (6), Espírito Santo (5), Mato Grosso (4), Paraíba (3), Amapá (1) e Sergipe (1). 

Com relação ao número de mortes, São Paulo registrou 119, seguido por Santa Catarina (20), pelo Rio de Janeiro (17), Rio Grande do Sul (13), por Goiás (11), Minas Gerais (10), pela Bahia (8), pelo Pará (6), Paraná (4), Distrito Federal (3), por Mato Grosso do Sul (3), Mato Grosso (3), pelo Rio Grande do Norte (3), Ceará (3), por Alagoas (2), Pernambuco (1), pela Paraíba (1), pelo Amapá (1) e Espírito Santo (1).

(Fonte: Agência Brasil )

Notícia anterior

Show com Zullubaba vai comemorar Dia do Trabalho em Três Pontas

Próxima notícia

Farmácia de Plantão em Três Pontas