Política em Três PontasQualidade de Vida e Saúde para o trespontano

Coronavírus – Comerciantes e educadores físicos de Três Pontas saem de reunião sem saber quando serão, de fato, liberados para retomar atividades

Comerciantes e educadores físicos de Três Pontas estão ansiosos por um pronunciamento que o governador de Minas, Romeu Zema (NOVO) deverá fazer ainda hoje (3). Isso porque a volta real deles à atividade está atrelada às orientações que partirem do Estado.

Foi exatamente o que ouviram em reunião realizada pela manhã com integrantes da equipe de governo do prefeito Marcelo Chaves Garcia (MDB). A comissão dos comerciantes expôs às lideranças as dificuldades que estão enfrentando e o receio de não conseguirem arcar com as despesas que continuam chegando, ao contrário da renda que está – no mínimo, paralisada. Dispensa de funcionários, perda de mercadorias, medo do aumento da violência e a saúde sendo afetada por situações de estresse também foram apresentados com o objetivo de sensibilizar e obter da Prefeitura a licença para reabertura de portas.

Já a comissão de educadores físicos puxou para a discussão da possibilidade de adaptações que viabilizassem algum atendimento. Buscou também o alinhamento de data para um possível retorno, isso para que os empreendedores pudessem elaborar um planejamento contando com o apoio da Prefeitura. O segmento foi o primeiro a paralisar as atividades diante as ameaças da Covid-19.

Os dois grupos, no entanto, souberam que até segunda ordem baseada em possíveis orientações do governador Zema, a situação em Três Pontas continua a mesma, ou seja, guiada pela Deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19 nº 17, de 22 de março de 2020. No documento estão as medidas emergenciais de restrição e acessibilidade a determinados serviços e bens públicos e privados cotidianos adotadas pelos municípios enquanto durar o estado de Calamidade Pública decretado em Minas Gerais.

Volta à rotina de trabalho segue sem data definida

No primeiro momento, foi solicitado à comunidade trespontana que suspendesse suas atividades até o próximo domingo, dia 5, prazo ampliado posteriormente por tempo indeterminado.

No encontro com os comerciantes e educadores físicos, hoje, a secretária municipal de Saúde e presidente do Comitê Municipal de Enfrentamento de Doenças Transmissíveis, Teresa Cristina Rabelo Corrêa, explicou que tudo indica que o pico de transmissão do Coronavírus se estenderá até 20 de abril. Após, se o quadro no município não mudar, o risco de contaminação tende começar a cair. Disse ainda que se a cidade até o momento não tem casos confirmados da Covid-19 se deve ao afastamento social, portanto também à suspensão de várias atividades comerciais e de serviços. Então, foi taxativa: por ela todos ficam em casa pelo menos até o próximo dia 13.

A secretária e outros representantes da Administração destacaram que há muitas incertezas em torno do novo Coronavírus, portanto, afirmaram, não há como determinar uma data para que as rotinas de trabalho sejam retomadas, fazendo valer o velho ditado: “um dia de cada vez”.

Alerta: estabelecimentos podem ser multados e ter alvará sanitário cassado

A equipe de Governo se colocou à disposição para o diálogo e se mostrou aberta à sugestões para em seguida alertar: quem desobedecer a Deliberação do Estado poderá ser multado e ter seus alvarás sanitários cassados.

Para os comerciantes, alguns pontos foram ressaltados: os atendimentos “delivery, on-line” são permitidos e há o entendimento por parte de certos empreendedores lojistas de que o atendimento feito apenas nas portas dos estabelecimentos também pode ser praticado, desde que aplicadas medidas preventivas, tais como, evitar aglomeração e intensificar a higienização do local.

Documento elaborado pela Visa de Três Pontas com base na Deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19 nº 17, de 22 de março de 2020.

Antes de encerrar a reunião, a secretária de Saúde atualizou os números da Covid-19 em Três Pontas:

  • 11 casos suspeitos aguardando resultado de exames;
  • 05 casos descartados;
  • 00 casos confirmados;
  • Total de casos suspeitos registrados até o momento: 16.
  • Casos suspeitos por síndrome gripal: 86.

 

 

 

 

 

Notícia anterior

Coronavírus – Trespontanos enviam fotos que estão sendo colocadas nos bancos da Matriz d’Ajuda

Próxima notícia

Começa o plantão de farmácias de Três Pontas neste mês de abril; confira!