OutrosPolítica em Três Pontas

Diálogo: ONG Amor Animal, Vigilância Sanitária e Executivo Municipal discutem situação dos cães de rua Prefeito de Três Pontas se compromete a aumentar número de castrações e realizar repasse para ajudar trabalhos dos voluntários

ONG Amor Animal e Executivo Discutem Situação de Animais de Rua 1

Vice-Prefeito Erik, Prefeito Paulo Luis, Presidente da Ong Ana Cláudia e Coordenador da Vigilância Sanitária, Fábio da Silva Fonseca discutem formas de solucionar o problema de cães e gatos abandonados em Três Pontas

Na tarde de segunda-feira (12), a Presidente da ONG Amor Animal, Ana Cláudia Brito Abreu, esteve no gabinete do Prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), para discutir a atual situação dos cães que estão soltos pelas ruas de Três Pontas, causando desconforto a alguns moradores. Também participaram da reunião, o Vice-Prefeito Erik dos Reis Roberto (PSDB) e o Coordenador da Vigilância Sanitária, Fábio da Silva Fonseca.

Com relatório sobre a quantidade de castrações realizadas pela Prefeitura em mãos, o Prefeito explicou a situação do Programa de Castração Municipal, suas conquistas e obstáculos. Logo em seguida, definiu que irá dobrar o número de castrações que agora será feita por dois veterinários – e não um como anteriormente – da Prefeitura Municipal. No ano de 2014 foram realizadas 305 castrações, mas é necessário um número maior para amenizar o problema. Segundo a ONG, a meta estimada é de 60 cirurgias mensais.

Além disso, Paulo Luis comentou que será feito um repasse à ONG para que também a Organização sem fins lucrativos, através dos seus voluntários, possa providenciar esterilizações e ainda conscientizar a comunidade sobre a importância da posse responsável e sobre as penalidades previstas para quem maltrata ou abandona animais.

“É de extrema importância a parceria entre o Executivo Municipal e ONG’s. São esses movimentos sociais que estão na linha de frente, enfrentando as dificuldades do dia a dia, portanto, eles conhecem bem os problemas e as melhores formas de saná-los”, comentou o Prefeito, se colocando à disposição da “Amor Animal”.

Para a ONG, então representada pela Presidente Ana Cláudia, é indispensável o envolvimento dos vários setores da sociedade trespontana na busca de ações concretas e eficazes que levem à solução para o controle populacional de cães e gatos nas regiões urbana e rural do Município, consequentemente, que resolvam o problema da quantidade de cães errantes em locais públicos.

 (Fontes: Assessoria de Imprensa/Prefeitura Municipal de Três Pontas e ONG Amor Animal)

 

 

 

 

Notícia anterior

Rodovia MG-167: 13 primeiros dias do ano, três acidentes com três vítimas fatais

Próxima notícia

“Carnaval Trespontano Uma Viagem de Alegria”