Qualidade de Vida e Saúde para o trespontano

Estudo nacional vai analisar práticas alimentares e de nutrição infantil O Enani, encomendado pelo Ministério da Saúde, vai levantar números em 15 mil municípios de 123 estados brasileiros

Quais são os hábitos alimentares das crianças brasileiras? Essa pergunta será respondida por meio do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani), encomendado pelo Ministério da Saúde (MS). O Enani é uma pesquisa científica domiciliar que mensura e avalia as práticas de aleitamento materno, consumo alimentar, estado nutricional e as deficiências de micronutrientes em crianças de seis meses a cinco anos em todo o país. O estudo, que já passou por estados como Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Bahia e Minas Gerais, pretende analisar 15 mil domicílios em 123 municípios brasileiros. Em sua fase atual, está colhendo dados no Paraná e no Mato Grosso.

Ao final das pesquisas, o Enani vai traçar um perfil de deficiência de vitaminas e minerais em crianças brasileiras, auxiliando futuramente na elaboração de políticas públicas na área de saúde e nutrição, além de responder questões como a possível diminuição da desnutrição e necessidade na priorização de políticas contra a obesidade infantil.

Coordenado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em parceria com instituições como Fundação Oswaldo Cruz, Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Universidade Federal Fluminense, o estudo propõe que crianças passem por exames laboratoriais, como hemograma, marcadores bioquímicos, minerais e vitaminas (A, complexo B e D). Eles vão auxiliar no diagnóstico de anemias, doenças carenciais, inflamatórias e outros problemas relacionados aos hábitos alimentares.

Para isso, o Enani conta com o apoio de parceiros em todo território nacional, entre eles o Diagnósticos do Brasil (DB), um dos maiores laboratórios de apoio do país. Com sede nos estados do Paraná, São Paulo e Pernambuco, o DB é responsável tanto pela coleta de sangue das crianças durante todo o projeto, como também do preparo e transporte dos materiais para as unidades produtivas do laboratório. “Fazer parte de um projeto como Enani é muito importante para nós do Diagnósticos do Brasil. São meses de trabalho e dedicação que, futuramente, resultarão em um perfil que irá beneficiar milhões de brasileiros”, comenta Fábio Augusto Kurscheidt, Gerente de Operações Estratégicas do DB.

O estudo é financiado pelo Ministério da Saúde por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Em Minas Gerais, o trabalho foi realizado em Balo Horizonte, Betim, Contagem, Juiz de Fora, Montes Claros, Ribeirão das Neves e Uberlândia.

(Fontes: P+G Comunicação Integrada/https://enani.nutricao.ufrj.br/)

Notícia anterior

Confira quais farmácias estão de plantão em Três Pontas neste final de semana

Próxima notícia

Trespontano dá boas-vindas ao atacante Roger; conheça o amor deste torcedor especial pela Ponte Preta