OutrosQualidade de Vida e Saúde para o trespontano

Anel preso no dedo: como tirar? Segundo Bombeiros, incidente é muito comum. Somente nesta semana, casos foram registrados em Pouso Alegre e Varginha

Quem acompanha a vida dos famosos deve ter visto que a apresentadora, Sabrina Sato, na tarde de sábado (5), recorreu a uma unidade do Corpo de Bombeiros de Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro, para retirar um anel. O acessório estava muito apertado e causou inchaço no dedo indicador da famosa. Primeiro, os militares tentaram remover com uma pomada. Sem sucesso, precisaram serrar o objeto.

No Sul de Minas, nesta semana, os Bombeiros também tiveram que utilizar suas técnicas e cortaram seis anéis que estavam presos a dedos das mãos. O “paciente” não é celebridade, mas o caso ganhou as redes sociais. De acordo com postagem, um jovem morador de rua chegou à Companhia de Pouso Alegre, terça-feira (15) pela manhã. O rapaz teria contado aos militares que usava os anéis há dois anos. Ele teria, primeiro, pedido ajuda a um hospital da cidade e lá recebido a informação que nada poderia ser feito e que os dedos teriam que ser amputados, caso não desinchassem.

Anel Preso Dedo Corpo  Bombeiro 6.jpg (Copy)

Inconformado, o cidadão buscou ajuda dos Bombeiros que, com o auxílio de uma micro retífica, conseguiram cortar todos os anéis que estavam ferindo a mão do jovem e provocando necrose dos dedos.  Após, a vítima foi conduzida ao Hospital de Pronto Socorro de Pouso Alegre (HPS) para avaliação médica.

No dia seguinte, quarta-feira (16), três anéis foram serrados pelo Corpo de Bombeiros de Varginha. Na unidade, o comentário é que objetos presos ao corpo são ocorrências praticamente cotidianas, portanto, mais corriqueiras do que se imagina. E não são só anéis. Também alianças e outros tipos de adornos, além de porcas e tantos outros objetos, presos em dedos levam diariamente centenas de pessoas a hospitais Brasil a fora. Alguns casos são graves com exposição dos tecidos subcutâneo, muscular e até ósseo.

Algumas dicas para tentar retirar um anel preso ao dedo, mas – atenção – se houver muito inchaço, deve-se procurar ajuda especializada

Dica 1 – Método básico

Coloque seu dedo indicador no anel que está entalado e ponha o polegar debaixo dele. Torça vagarosamente o anel para frente e para trás, puxando devagar o anel para fora.

Essa técnica é simples, mas bastante eficaz quando o dedo não está muito inchado ou machucado. Todavia, certifique-se de não puxar ou rodar o anel demais, visto que isso pode fazer com que o inchaço agrave e faça com que o anel se torne ainda mais difícil de ser retirado.

Dica 2 – Lubrificação

Utilizando algo escorregadio (por exemplo: vaselina, loção para mãos, creme hidratante, shampoo ou condicionador, sabão e água, pomada antibiótica – muito recomendável se a pele estiver machucada – margarina, manteiga, óleo de cozinha, óleo para bebê), você facilita o deslizamento do anel e consegue tirá-lo sem ferir a pele. Entretanto, é bom tomar cuidado caso a pele do dedo esteja cortada ou rachada, pois alguns produtos podem causar irritação.

Passe o produto e tente mover o anel para fazer com que o produto entre por debaixo dele. Dê algumas voltas com o anel ao redor do dedo e insira mais lubrificante. Puxe o anel que está preso no dedo, movendo-o para frente e para trás e girando.

Dica 3 – Elevar o braço

Quando você mantém o braço e as mãos abaixados e abaixo da linha do coração, os membros recebem uma quantidade excessiva de sangue e, portanto, o inchaço tende a aumentar. Logo, uma boa dica é fazer justamente o contrário. Mantenha o braço e a mão elevados ligeiramente superior à linha do peito. Fazendo isso, o fluxo de sangue no membro vai diminuir e reduzir o inchaço no dedo. Aguarde alguns minutos e, quando o anel estiver mais frouxo, repita o processo de torção e puxamento do objeto.

Dica 4 – Água gelada

Provavelmente, você já deve ter percebido que os anéis cabem melhor em seus dedos em dias frios. Logo, uma boa maneira para afrouxar o item preso no dedo é mergulhar a mão inteira em uma tigela com água gelada, mas não congelante. Depois de alguns minutos, o inchaço deve diminuir e você poderá remover o anel.

Dica 5 – Fio dental ou linha

1 – Usando uma agulha, um clip ou outra coisa qualquer que se julgue apropriado, passar um pedaço de fio dental (ou uma linha forte) por baixo do anel e puxá-lo para a zona mais distal possível (Fig.a).

2 – Enrolar o pedaço distal do fio à volta do dedo, fazendo uma espiral com alguma pressão e aperto, até passar a zona inchada (Fig.b).

3 – Fixando a extremidade que se enrolou (a que está virada para a ponta do dedo), ir puxando lentamente a outra, desenrolando o fio, que vai empurrando o anel (Fig.c).
Na maioria dos casos o anel sai com muito pequeno, ou nenhum, desconforto e sem ter que se estragar a joia. O uso de um lubrificante pode ser necessário, mas nem sempre.

Como retirar anel preso ao dedo

Dica 6 – Ajuda profissional

Se nenhuma das dicas anteriores deu certo, está na hora de procurar um profissional. Em casos mais graves, os bombeiros podem remover o objeto utilizando um tesourão de corta a fio ou, caso vítima esteja sofrendo muita dor e com muito inchaço, eles podem usar uma micro retífica.

(Fonte: Mega Curioso, Profissão Bombeiro – Imagem Ilustrativa: Profissão Bombeiro/Fotos: Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais Pouso Alegre)

 

 

 

 

Previous post

Farmácias de Plantão em Três Pontas

Next post

Festa do Padre Victor: devotos antecipam homenagens na Terra do Venerável