OutrosQualidade de Vida e Saúde para o trespontano

Bares e restaurantes estão entre os serviços de alimentação que receberão normas sanitárias para reabertura em Três Pontas

A secretária municipal de Saúde, Teresa Cristina Rabelo Corrêa, teve uma conversa franca com representantes de bares e restaurantes de Três Pontas. No encontro, realizado na sede da Associação Comercial e Agroindustrial (Acai-TP) no início da tarde desta sexta-feira (24), ela explicou minuciosamente questões relacionadas ao novo Coronavírus e a respeito das decisões sobre a reabertura parcial e gradual do comércio da cidade – tomadas, segundo ela, de forma conjunta entre Poder Público, Associação Comercial e Agroindustrial de Três Pontas, Associação Médica de Três Pontas e Provedoria do Hospital São Francisco de Assis.

Na oportunidade, a secretária disse que após muito estudo de dados da Covid-19 e de normas sanitárias foi elaborado um plano para o gradual retorno dos serviços de alimentação que incluem lanchonetes, cafeterias, pizzarias, confeitarias, casas de chás, casas de sucos e afins – em atendimento à súplica do setor. De acordo com Teresa Cristina são obrigações mínimas que, seguidas à risca, possibilitarão a volta às atividades com segurança para donos, colaboradores, fornecedores e clientes colocando, portanto, a saúde pública em evidência nesse processo que acontece em apoio à economia local. 

Quem não atender às normas sanitárias não abrirá o estabelecimento, garantiu a secretária municipal de Saúde, Teresa Cristina

O chefe da Vigilância Sanitária Municipal, Fábio da Silva Fonseca, esclareceu cada um dos critérios e afirmou que o departamento está aberto à sugestões. Também participou do encontro, o secretário municipal de Fazenda, Agnaldo Gomes Corrêa e a equipe respondeu às diversas dúvidas dos participantes, deixando bem claro: quem não seguir as orientações sanitárias correrá o risco de ter o alvará suspenso e o estabelecimento interditado até o final da pandemia.

Ficou acertado que o documento contendo as normas para o retorno dos serviços de alimentação de Três Pontas estará disponível na Vigilância Sanitária a partir de segunda-feira (27). “Vocês vão assinar e quem não tiver condição de atender não vai abrir”, foi categórica a secretária de Saúde. 

O chefe da Vigilância Sanitária, Fábio Fonseca, explicou cada um dos critérios

O presidente da Acai-TP, Bruno Dixini Carvalho, participou de várias reuniões do Comitê de Enfrentamento de Doenças Transmissíveis e da Comissão Avaliativa sobre Reabertura Parcial e Gradual do Comércio de Três Pontas. Ciente dos problemas financeiros enfrentados pelo segmento, começou orientando que as regras são para contenção do vírus e não para dificultar ainda mais a vida dos comerciantes.

Avaliou que Três Pontas tem sido um exemplo no combate ao novo Coronavírus justamente porque a educação da comunidade encabeça as medidas preventivas e porque, completou, o município corre em busca de estruturação de atendimentos aos possíveis casos de Covid-19. Ilustrou citando a ampliação de leitos e respiradores na Santa Casa – ação do provedor Michel Renan Simão Castro e equipe concretizada com apoio de empresários.

Para o presidente da Acai-TP, Bruno Dixini Carvalho, as regras são para contenção do vírus e não para dificultar ainda mais a vida dos comerciantes (Fotos: reprodução live Acai-TP)

Foi antecipado aos participantes e a todos que acompanharam a “live” da reunião que será obrigatório o uso de máscaras por todos, inclusive, por quem desejar ingressar nos respectivos estabelecimentos e que cada estabelecimento comercial se responsabilizará pelo atendimento das instruções.

Encerrando, o administrador e gerente Comercial, Helio de Carvalho Junior, colocou a Associação Comercial de Três Pontas à disposição para direcionamentos.

Academias 

Hoje (24) pela manhã, donos de academias de Três Pontas começaram a receber a relação de Exigências Sanitárias para Funcionamento em Tempos de Covid-19. O documento é assinado pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde e da Vigilância Sanitária. O setor deverá cumprir 13 recomendações para voltar a atender aos clientes de forma presencial.  

Os educadores físicos formaram o primeiro segmento a suspender as atividades no município, mediante as ameaças do novo Coronavírus. O fechamento temporário foi sugerido em 17 de março.

Clique AQUI e veja a matéria completa relacionada aos profissionais da Educação Física de Três Pontas.

 

 

 

Notícia anterior

Comércio de TP deve voltar às atividades parcial e gradualmente conforme orientações específicas; academias já têm documento sanitário em mãos

Próxima notícia

Drogarias fecham o plantão do mês de abril em Três Pontas