Política em Três Pontas

Eleições 2014 – Em Três Pontas, pleito é marcado pela calmaria Mas dois são presos pela prática de Boca de Urna

As opiniões são unânimes. Segundo a Juíza Eleitoral, Dra. Raíssa de Figueiredo Monte Raso Araújo, a Chefe do Cartório Eleitoral, Maria Rosa Guimarães Miari e o Comandante da 151ª Companhia de Polícia Militar, Tenente Bruno Neves Tavares o domingo de Eleições transcorreu com bastante tranquilidade. O fato dos candidatos estarem, em maioria absoluta fora da cidade, portanto longe dos eleitores, seria um dos motivos dos ânimos terem se mantido mais serenos, o que evitou a prática elevada de crimes eleitorais.

Segundo Tenente Bruno, apesar da passividade, duas pessoas foram presas, acusadas de boca de urna. Elas foram denunciadas por tentarem ganhar o voto, nos últimos minutos para os seus candidatos, através do convencimento de pessoas próximo a locais de votação.

De acordo com a Lei das Eleições (9.504/97), a propaganda boca de urna pode resultar em seis meses a um ano de detenção, com alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período e multa.

Em Santana da Vargem, município servido pela Comarca trespontana, as Eleições também transcorreram sem problemas significativos, segundo as mesmas autoridades.

O policiamento foi reforçado nas duas cidades, já que a demanda por efetivo cresce com a necessidade de dar cobertura a todos os locais de votação, além de manter o patrulhamento de rotina.

Cartório Eleitoral recolhe material de campanha

A votação ainda não tinha começado, mas funcionários do Cartório Eleitoral já estavam a postos. Eles percorreram vários pontos da cidade, inclusive o centro, onde recolheram inúmeros cavaletes. Pela Legislação Eleitoral, o material de campanha não poderia estar nas ruas neste domingo.

Quanto aos “santinhos”, revistas de candidatos e outros materiais impressos, eles puderam ser vistos nas imediações dos locais de votação, mas em número menor se comparado às Eleições Municipais.

Durante a corrida pela preferência dos eleitores, os cavaletes foram um dos recursos mais utilizados pelos candidatos que trabalharam em Três Pontas e se tornaram também um dos maiores problemas para o Cartório Eleitoral, conforme relatou a Chefe do departamento, Maria Rosa.

No próximo dia 26 de outubro, os cidadãos trespontanos e santanenses deverão voltar às urnas para eleger o novo presidente do Brasil. Disputam Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB).

 

Sem comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícia anterior

Mais de 42 mil eleitores devem ir às urnas neste domingo, em Três Pontas

Próxima notícia

Eleições 2014 - Trespontano é o Deputado Estadual mais votado em Belo Horizonte; 2º em Minas