Política em Três Pontas

Eleições 2020 – Marcelo Chaves vence Paulo Luis e se torna o 1º prefeito reeleito de Três Pontas

Com 24.370 votos (76,90% dos votos válidos), o candidato a Prefeito, Marcelo Chaves Garcia (PSD) venceu as Eleições deste domingo (15), em Três Pontas. O Engenheiro Civil seguirá para o segundo mandato ao lado do Vice, Luisinho (PP). Eles encararam o desafio pela Coligação “Acelera Mais Três Pontas” formada pelos partidos PP / MDB / PV / PSDB / PDT / PSB / PSD. Entre os principais apoiadores da Coligação estão os deputados estadual Mário Henrique Caixa (PV-MG) e federal, Diego Andrade (PSD-MG). 

Nas Eleições de 2016, Marcelo Chaves foi eleito Vice-prefeito, acompanhando Luiz Roberto Laurindo Dias. Em 28 de maio de 2018, assumiu o Poder Executivo Municipal, mediante renúncia do colega de chapa. Hoje, Marcelo Chaves entra para a história política de Três Pontas como o primeiro prefeito reeleito. 

O maior concorrente do pleito em 2016 e o único em 2020 foi o ex-prefeito, por dois mandatos (2005 a 2008, tendo como Vice-prefeito Paulo Henrique Drummond Rezende, e 2013 a 2016 ao lado do Vice, Erik dos Reis Roberto), Paulo Luis Rabello (Cidadania). O agricultor apresentou o bancário e economiário Geraldo da Caixa (DEM) como seu candidato a Vice-Prefeito. A Coligação “Todos Juntos Por Três Pontas”, composta por Cidadania / DEM / Patriota / Avante / PL / PTB / PSL obteve 7.321 votos, 23,10% do total válido.

Para o primeiro ano do quadriênio 2021-2024, o Executivo irá trabalhar com um orçamento municipal estimado em R$ 167.177.175,58. Os subsídios serão os seguintes.

  • Prefeito: R$ 18.751,10 (líquido: R$13.585,24)
  • Vice-Prefeito: R$ 9.375,55 (líquido: R$ 6.792,62)
  • Secretário: R$ 5.598,75 (líquido: R$ 4.305,62)

Prefeito e Vice-Prefeito têm direito ao 13º salário. Durante o mandato, os subsídios são revisados anualmente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), através de Portaria expedida pelo presidente da Câmara.

Dia tranquilo, mas com ocorrências de tentativas de boca de urna

O decorrer da escolha democrática foi tranquilo, sem incidentes que pudessem colocar a votação em risco. Devido à pandemia, os eleitores compareceram às 133 seções usando máscara. Cada cidadão foi orientado a aplicar álcool em gel nas mãos e assinou o livro com a caneta que levou de casa. O distanciamento nas filas também foi uma prevenção à Covid-19. Outro detalhe é que os idosos tiveram prioridade de voto nas primeiras horas do pleito, de 8 às 10 da manhã. No geral, não houve demora do eleitor na cabine. A Polícia Militar registrou três ocorrências, duas de tentativa de boca de urna e uma de propaganda irregular.

Site do TSE apresenta falha e dados oficiais são finalizados por volta das 23h30

Durante a apuração, dezenas de eleitores e correligionários se aglomeraram em frente ao Cartório Eleitoral de Três Pontas sem muita preocupação quanto à prevenção ao novo Coronavírus. 

Assim que começou a computação dos resultados das Eleições em todo o país, pouco depois das 17 horas, o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apresentou uma instabilidade, dificultando o envio dos dados por parte dos cartórios eleitorais, consequentemente, o acompanhamento em tempo real das apurações. As informações contidas nos disquetes das urnas eletrônicas de Três Pontas e Santana da Vargem só foram repassadas completamente ao TSE por volta das 23h30min. 

O prefeito eleito, Marcelo Chaves, não esperou para festejar. Com resultados dos boletins de urnas nas mãos, ele concedeu entrevista a uma emissora de rádio da cidade e saiu em longa carreata. 

No total, foram 31.691 votos válidos (92,69%); 1.495 votos nulos (4,37%) e 1.006 votos em branco (2,94%), portanto, dos 44.049 eleitores aptos, 34.192 compareceram (77,62%). As abstenções somaram 9.857 (22,38%). 

Em Santana da Vargem, virada elege José Elias

Em Santana da Vargem, município atendido pela Comarca trespontana, as Eleições apresentaram surpresa, uma virada do candidato da oposição José Elias Figueiredo (PTB). Ele disputou o pleito pela Coligação “Unidos Para o Progresso de Santana”, obtendo 1.805 votos (38,75% dos votos válidos).  

José Elias, prefeito eleito em Santana da Vargem (MG) – (Crédito: arquivo CMSV)

O atual prefeito, Renato Teodoro da Silva (PSD) conquistou 1.704 votos (36,58%) e o candidato Emerson Silva Araújo (PT), da Coligação “Santana Para Todos”, ficou em terceiro lugar, com 1.149 votos (24,67%).

Ainda em Santana da Vargem, compareceram 4.970 eleitores (84,77%) e as abstenções foram de 893 (15,23%). Os votos válidos somaram 4.658 (93,72%), em branco foram 99 (1,99%) e os nulos totalizaram 213 (4,29%). 

Notícia anterior

Em Três Pontas, drogarias estão de plantão neste fim de semana

Próxima notícia

Eleições 2020 - De dez candidatos, sete são reeleitos na Câmara de Três Pontas