Policiais

“Legítima defesa”: Suspeito de ter matado comerciante em TP se entrega à Polícia

Na manhã desta segunda-feira (29), José Maria de Gouvêa (67) compareceu à Delegacia de Polícia Civil de Três Pontas. Acompanhado do Advogado, Antônio Seth Piva, o Eletricista se entregou. Ele estava foragido desde a última quarta-feira (24), quando se tornou o principal suspeito de ter matado a tiros o dono de uma revendedora de automóveis usados, Ademar Borges Barbosa, de 41 anos.  

Ademar Veículos 3

Ademar foi atingido por dois tiros. O crime aconteceu no Bairro Santa Inês, em Três Pontas

De acordo com o Advogado, Gouvêa agiu em legítima defesa. Na versão dada pelo cliente, Ademar quis tirar satisfações depois de receber a notícia de que foi condenado a pagar cestas básicas, resultado de uma representação feita à Justiça pela esposa de Gouvêa, após ter sido ameaçada pelo vizinho. Dr. Antônio Piva relata que, segundo o acusado do homicídio, Ademar chamou Gouvêa para uma briga e, para se defender, o Eletricista pegou uma arma e deu dois tiros no Comerciante, um acertou o pescoço da vítima.

Ainda conforme o Advogado, Gouvêa se refugiou em Belo Horizonte e teria lançado a arma do crime em um rio nas proximidades de Campo Belo. Piva afirma ainda que o acusado é idôneo, pacato, faz uso de medicamentos e está bastante abalado com o acontecido.

José Maria Gouvêa foi levado para o Presídio de Três Pontas.

Notícia anterior

MT: Polícia Civil apura morte de criança após ingerir achocolatado

Próxima notícia

Festival Gastronômico “Cocatrel Café e Cultura” será opção durante a Feira de Negócios Cocatrel Minasul