NotíciasOutros

Missas, barracas e leilão fazem parte da Festa de São Sebastião no Pontalete, distrito de Três Pontas

Jessica Mesquita Silva

O Pontalete, distrito de Três Pontas, está em festa. Começa nesta quinta-feira (11) as comemorações de São Sebastião, padroeiro da localidade, um dos destinos turísticos do município.

Igreja São Sebastião, no Pontalete, em Três Pontas (MG)

Além de fazer reverências ao Santo, festejado nacionalmente em 20 de janeiro, os católicos e devotos têm mais um motivo para celebrar. A Igreja do Distrito passou por ampla reforma. O templo e o Altar serão oficialmente dedicados ao Mártir na noite de sábado (13). Na ocasião, a comunidade receberá a visita do Bispo da Diocese da Campanha, Dom Pedro Cunha Cruz. Será ele, o presidente da Santa Missa especial.

Celebrações

Na Igreja São Sebastião do Pontalete, as missas serão realizadas às 19h30min de hoje (11) a 20 de janeiro.

No domingo (21), será celebrada a Missa da Festa, às 9h30min, em seguida, haverá barraquinhas e o Grandioso Leilão.

Cidade

Na Igreja Matriz Nossa Senhora d’Ajuda, no Centro de Três Pontas, começa também nesta quinta-feira (11) a Novena de São Sebastião. As missas terão dois horários: às 15 h e às 19 h. Aos domingos (14 e 21), os atos litúrgicos estão previstos para às 7 h, às 9 h, às 10h30min, às 17 h e às 19 h.

Imagem de São Sebastião no Altar da Igreja do Distrito

São Sebastião

São Sebastião é conhecido por não renunciar a sua fé cristã mesmo que tivesse que sofrer como consequência.

Sebastião optou por seguir a carreira de militar como o pai e, no exército romano chegou a ser Capitão da 1ª guarda pretoriana. Tal cargo era ocupado apenas por pessoas ilustres, dignas e corretas.

Apesar de servir o exército romano, Sebastião visitava cristãos presos e ajudava os que estavam doentes e os que precisavam.

Mártir

Sebastião negou renunciar sua fé diante do imperador Maximiano e, como consequência foi torturado cruelmente: arqueiros receberam ordem de o matar a flechadas. Depois de muito ferido, deixaram-no sangrar até a morte.

Um grupo de amigos o resgatou e cuidou de seus ferimentos. Quando se curou, Sebastião se apresentou ao imperador e pediu para que ele parasse de perseguir e matar cristãos.

Morte

O imperador ordenou que Sebastião fosse açoitado até a morte e que o jogassem em uma fossa para não ser encontrado.

(Fotos: Paróquia Nossa Senhora d’Ajuda)

Notícia anterior

Pet Shop de TP oferece oportunidade de emprego

Próxima notícia

Contribuintes têm a opção de pagar impostos de veículos via cartão de crédito ou débito em MG