EspeciaisOutros

Padre Victor – Devotos estão em festa! 115º Aniversário de Morte do Beato foi aberto com Carreata e Novena começou nesta segunda-feira

Emocionante. Mesmo quem acompanhou o evento pelas redes sociais sentiu o coração bater mais forte quando a imagem do Beato passou, derramando bênçãos por vários cantos da cidade. A Carreata, na noite de ontem (13), abriu a comemoração religiosa mais significativa de Três Pontas. O povo devoto já festeja o Aniversário de Morte de Padre Victor – ocorrida há 115 anos.

Certa vez, um dos padres mais queridos do município, Roberto Donizetti de Carvalho, explicou: “sim, é importante festejar a páscoa de Francisco de Paula Victor porque ela aconteceu para que o nosso líder se encontrasse definitivamente com o Deus que ele tanto amou, temeu e seguiu”. Sendo assim, anualmente Três Pontas e seu povo celebram se entregando em orações, homenagens, em agradecimentos e na renovação de pedidos para que o Beato interceda em suas necessidades, em suas súplicas. Dessa forma também fazem devotos de todo o Sul de Minas e de localidades que vão além das fronteiras das Gerais. Centenas percorrem quilômetros até mesmo a pé para aqui, na Terra de Padre Victor, fortalecerem o laço de amor e confiança no candidato a Santo do Brasil.

Cônego José Douglas Baroni conduz a Relíquia do Beato Padre Victor durante a Carreata (Crédito: Paróquia N S d’Ajuda)

Neste ano está tudo diferente. Não houve a Trilha das Virtudes, nem a Trolada das Virtudes… Não teve a Romaria dos Cavaleiros até a Capela Santa Cruz – acontecimentos disputadíssimos na programação da Festa de Padre Victor. Mas a Carreata foi igualmente alegre, mobilizando a comunidade. Trespontanos seguiram o cortejo com seus veículos, enfeitaram suas casas ao longo do trajeto, doaram alimentos, e de casa oraram pela Canonização do Beato, pelo fim da pandemia, pelos enfermos, por proteção e por tantas outras intenções – a da gratidão, inclusive.

Sim, em 2020 tudo é para ser vivenciado de casa. Essa é a recomendação para hoje (14) data em que começou a Novena. No primeiro dia, na Festa da Exaltação da Santa Cruz, a reflexão acontece em torno de “Padre Victor: um homem de fé que tinha a sensibilidade no olhar”. Do aconchego do lar, pelas redes sociais, é a recomendação para os dias que estão por vir até o 23 de setembro. Foi nesse data, em 1905, que o povo chorou a morte daquele negro, filho de escrava, que sofreu preconceito e outras humilhações… mas que também conquistou o amor, carinho, respeito, admiração de um “rebanho” que cresce sem cessar.

Nas igrejas da cidade, o número de fiéis está significantemente menor em relação aos anos anteriores, todos cadastrados com antecedência: uma exigência da Covid-19. A Matriz de Nossa Senhora d’Ajuda, templo que abriga o Altar de Padre Victor, está aberta apenas pela manhã. É preciso fechar as portas para a limpeza sanitizante, afinal há Missas também à tarde e noite.

E por falar na Celebração da Eucaristia, a que antecedeu a Carreata ontem foi comovente. A pregação mansa e sábia de Cônego José Douglas Baroni naquele domingo do perdão, a co-celebração ativa de padre Roberto, a disposição dos acólitos, as vozes serenas das Irmãs do Carmelo São José – Mosteiro onde repousam os restos mortais de outra bênção derramada sobre Três Pontas: a Madre Tereza Margarida do Coração de Maria – Nossa Mãe, uma Serva de Deus que, a exemplo de Padre Victor, caminha rumo à santidade.

“Nós nos encontramos em festa. O nosso coração rejubila de alegria pela páscoa do nosso bom Anjo Tutelar, o Beato Padre Victor. Após a bênção final desta Santa Eucaristia, nós sairemos daqui do Carmelo nesta primeira grande Carreata levando a imagem do Beato junto com a sua relíquia até a nossa Igreja Matriz – Igreja Matriz esta que o nosso Beato por 53 anos se tornou o grande pároco incansável, zeloso sacerdote do Senhor, amigo dos pobres, amigo das crianças e que se tornou agora também nosso amigo, nosso intercessor, nosso bom Anjo Tutelar”, convidou o pároco Cônego Douglas, anunciando que haveria bênção aos motoristas e veículos no átrio da majestosa Matriz d’Ajuda.

Assim aconteceu: uma Carreata linda e devotos voltando para casa revigorados pela água benta, prontinhos para – de hoje em diante – rezar a Novena, se solidarizar com os necessitados que são assistidos pela Pastoral Social, participar desse tempo especial de graça e salvação, enfim, para agradecer o principal milagre de todos os tempos: o da vida terrena, o da vida eterna!

Então, viva o Beato Padre Victor, de Três Pontas, nobre amigo, intercessor!

Programação da Novena – de 14 a 22 de setembro
Lema: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele!” (Lc 10, 33-34) / tema: “Beato Padre Victor, um cristão que soube amar e servir: testemunha da compaixão e do cuidado”.

Paróquia Nossa Senhora d’Ajuda – Três Pontas (MG)

  • Missas: 7h – 12h – 15h – 19h
  • Transmissão ao vivo pelo Facebook da Paróquia Nossa Senhora d’Ajuda e pelo canal da Associação Padre Victor no YouTube.

Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Três Pontas (MG)

Segunda-feira a sábado

  • Missas: 15h – 19h30min
  • Transmissão ao vivo das Missas das 19h30min pelo Facebook e pelo canal da Paróquia Nossa Senhora Aparecida no YouTube.

Domingo

  • Missas: 8h30min – 17h

Paróquia Nossa Senhora das Graças 

  • Missas: 6h – 16 horas (Matriz de N. S. das Graças) 
  • Missas: 19h30min (quadra do Caic)
  • Não haverá transmissões.

 

 

Notícia anterior

Cocatrel encerra mais uma edição da FECON com sucesso

Próxima notícia

Menina de 14 anos recebe voz de apreensão após entregar à PM crack guardado em casa