DestaquesQualidade de Vida e Saúde para o trespontano

Policlínica de Três Pontas está em novo endereço, agora no Bairro Peret

Arlene Brito

A Policlínica “Prefeito Azarias de Azevedo”, maior posto de saúde pública de Três Pontas em número de atendimentos, está em novo endereço. Os serviços agora são prestados no imóvel do município que fica na Rua Purcina Scatolino, 55 – Bairro Peret. O acesso também pode ser pela Avenida “Vereador José Francisco Pereira – Zé Lagoa”, porém apenas para os pedestres para quem foi construída uma passarela sobre o Ribeirão Araras.

Imóvel que aloja a Policlínica de Três Pontas, no Bairro Peret com vista da passarela de acesso de pedestres pela Avenida “Zé Lagoa”

A mudança aconteceu há uma semana e ainda faltam alguns ajustes, mas nada que comprometa os serviços direcionados à comunidade.  “Aos poucos vamos colocando tudo em ordem. Estamos muito felizes com esta sede. Aqui conseguimos acomodar melhor a população e temos uma estrutura física mais adequada. As salas são amplas, arejadas, existe sala de espera na área interna onde as pessoas aguardam devidamente assentadas e tudo está novo, o que traz mais segurança para todos”, comenta a enfermeira Maria José Tempesta de Freitas. Ela e a colega de profissão, Sílvia Helena da Conceição Miranda, dividem a coordenadoria da unidade.

De acordo com a secretária Municipal de Saúde, Teresa Cristina Rabelo Corrêa, dois motivos principais levaram a Administração, liderada pelo prefeito Marcelo Chaves Garcia (MDB), a realizar a transferência. Primeiro, comenta, o imóvel estava em desuso desde a construção na gestão da prefeita Luciana Ferreira Mendonça (2009-2012) e recebeu algumas adaptações. Assim, a obra – erguida com dinheiro público – ganha a devida utilidade.

Segundo, continua a secretária, é o fato do antigo prédio na Avenida Oswaldo Cruz – onde a Policlínica funcionou por décadas – pertencer ao Estado de Minas Gerais e demandar reforma, cujos gastos serão menores para o novo destino: receber a Secretaria Municipal de Saúde e as vigilâncias Sanitária, Epidemiológica, Ambiental e Saúde do Trabalhador. Dra. Teresa Cristina revela que a Prefeitura tenta, por intermédio da Superintendência Regional de Saúde de Varginha (SRS), a cessão definitiva do imóvel para o município de Três Pontas.

Mais de 160 mil trespontanos recorrem à Policlínica

Policlínica possui 13.000 famílias cadastradas

A Policlínica possui aproximadamente 13 mil famílias cadastradas, somando cerca de 152 mil  trespontanos com acesso às consultas médicas com clínico geral e atendimentos feitos por especialistas nas áreas da Ortopedia, Urologia, Endocrinologia, Dermatologia, Pneumologia, Otorrinolaringologia, Cardiologia, Pediatria (Puericultura), Psicologia, Fisioterapia e Nutrição.

Imunização, curativo, exame preventivo (Papanicolau), eletrocardiograma, distribuição de fitas para diabéticos também  fazem parte da rotina de 28 profissionais e três estagiários. A equipe trabalha ainda com Grupos Operativos (Diabetes, Hipertensão, Tabagismo) e tem entre as responsabilidades as ações voltadas à prevenção e tratamento da Tuberculose, Hanseníase e Leishmaniose.

Clínico Geral: atendimento deve acontecer no posto de saúde onde a pessoa é cadastrada e é este profissional quem encaminha o usuário para os especialistas da Policlínica

Além das 13 mil fichas-famílias, outras 15 mil fichas integram a lista de atendimentos com especialistas. Estes pacientes são referenciados nas demais unidades de saúde da cidade. “Para a pessoa receber atendimento de um dos nossos especialistas é necessário que seja atendida primeiro pelo clínico geral da unidade onde ela está cadastrada. O encaminhamento parte do posto de saúde. Muitos agendamentos com os especialistas, Ortopedia, por exemplo, são feitos pela própria unidade de Saúde, portanto, o usuário vem aqui somente no dia da consulta”, orienta a coordenadora Maria José.

Três Pontas não conta com a atenção básica, também chamada atenção primária em saúde, ou seja, o atendimento inicial que funciona como um filtro capaz de organizar o fluxo dos serviços nas redes de saúde, dos mais simples aos mais complexos. Então, por longos anos, os cidadãos recorreram à Policlínica em todas as situações. Hoje, a Secretaria Municipal de Saúde colocou a serviço da comunidade um médico em cada posto de saúde manhã e tarde. “Temos ainda quatro PSFs e 1 PSF Rural. A nossa orientação é que a população seja atendida pelo clínico geral da sua unidade de saúde original e não procure para consulta a Policlínica – se não for cadastrado nela, e o Pronto Atendimento – PAM”, reforça Teresa Cristina.

Pelos cálculos da secretária Municipal de Saúde, 40 mil trespontanos dependem exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS) e “a população é bem assistida porque os profissionais da Saúde de Três Pontas são super competentes e capacitados”.

Confira o número de alguns atendimentos aproximados/mês realizados na Policlínica de Três Pontas

Área MédicaNº de atendimento mês
Clínica Geral1.000
Cardiologia   320
Endocrinologia   300
Ortopedia   160
Fisioterapia   150
Nutrição   150
Dermatologia     64
Pediatria (Puericultura)     64
Urologia     50
Pneumologia     48
Otorrinolaringologia     40

 

Notícia anterior

Thega e Lavandas da Serra são destaque em Festa da Associação Comercial de Três Pontas; Banda Blitz é atração musical

Próxima notícia

"Essa Blitz eu quero toda hora" - Sucesso é a palavra que define Festa da Acai-TP 2018