DestaquesUtilidade

Sangue mais perto de quem precisa: Três Pontas está em Grupo Voluntário que abrange várias cidades do Sul de Minas para aproximar doadores de hemocentros

Formar no Sul de Minas um mega grupo de doadores de sangue para que esses voluntários estejam mais perto de quem precisa, agilizando o processo que salva vidas. Este é o principal objetivo de um desafio lançado por Luciano Feliciano, o “Guardião”, da cidade de Santa Rita de Caldas.

O projeto que ele alimentava há tempos ganhou força no dia em que conheceu Manoel, um cidadão de Elói Mendes. Na conversa que aconteceu no Hemocentro de Poços de Caldas, eles revelaram suas vontades em servir aos pacientes, em facilitar ‘a caminhada’ para os doadores (já que encarar longas distâncias é obstáculo, um desmotivador para a maioria), enfim, de manter os estoques nos hemocentros da região. Após a troca de sugestões, Luciano deu andamento à criação do Grupo Voluntário Guardião do Sangue (GVGS) – Organização Regional de Doadores de Sangue – ONG Sul de Minas e a iniciatica já foi abraçada por vários municípios.

Luciano Feliciano, o “Guardião”, com a esposa Danieti Souza juntos na causa humanitária

“A nossa proposta é a seguinte: cada cidade terá o seu grupo de doadores de sangue formalizado e nós atuaremos em conjunto, nos apoiando mutuamente. Os administradores da nossa rede vão informar sobre a pessoa que está precisando de sangue e em qual cidade ela se encontra. O grupo mais próximo irá atender à doação”, explica o idealizador. Assim, completa Luciano, o voluntário viajará menor distância. A redução de tempo e do desgaste comum no deslocamento é uma aposta quanto ao incentivo para que mais e mais pessoas entrem para os grupos, ampliando a prática da doação, vista como uma das maiores provas de amor ao próximo.

Santa Rita de Caldas, Caldas, São Bento de Caldas, Poços de Caldas, Ibitiura de Minas e ainda Elói Mendes, Paraguaçu e Três Pontas já compõem o GVGS. Em Três Pontas, a representante é Márcia Dixini, cujo contato é (35) 9 8722-5530.

“Estamos trabalhando para aumentarmos os doadores em todas regiões da nossa ONG. Nossa meta agora é conquistar a adesão de grupos das regiões de Varginha, Pouso Alegre, Alfenas, Machado, Botelhos, Muzambinho e ainda, entre outras, de São João da Boa Vista – já no interior de São Paulo, mas aqui bem próximo da gente”, completa Luciano.

 

Doar sangue, vida, amor, esperança… e muito mais

O Grupo Voluntário Guardião do Sangue atua há pouco mais de um ano e meio e começa a acumular grandes vitórias. Até o momento, foram doadas mais de 250 bolsas de sangue a hemocentros de Alfenas, Pouso Alegre e Santo André (SP).

Alguns doadores voluntários do GVGS em Alfenas

Entusiasmados e atentos a outras demandas sociais, os integrantes vão além. Na prática, outra ação que tem sido comemorada é a Campanha de Arrecadação de Alimentos e Roupas. No final de 2020, eles doaram, por meio da mobilização das comunidades, 350 quilos de alimentos para a Associação Amigos Voluntários da Santa Casa de Poços de Caldas que oferece diariamente lanche aos pacientes da Unidade de Atendimento de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon/Cacon). A Campanha também já beneficiou a Associação do Voluntariado Contra o Câncer (AVOCC) de Poços de Caldas, com 200 quilos de alimentos e 300 peças de roupas.

Campanhas de arrecadação de alimentos, roupas e outros itens fazem parte do trabalho do Grupo

Para fortalecer a ONG, consequentemente atingir as metas, há vários outros projetos. A elaboração de uma palestra para conscientizar os sul-mineiros sobre a importância da doação de sangue e a união dos grupos de doadores voluntários faz parte do programa. Segundo especialistas, a falta de conscientização da população é um dos principais limitadores para o aumento da doação de sangue no Brasil. Luciano e amigos conhecem a dificuldade bem de perto e desejam colaborar para a sensibilização da sociedade.

“Assim que possível, quando sairmos da pandemia Covid-19, vamos realizar o 1º Encontro Regional dos Doadores de Sangue e estamos procurando parceiros para investirmos na divulgação do nosso trabalho, por exemplo, através de camisetas personalizadas”, conta Luciano.

Seja planejando ou praticando as atividades da ONG, um convite está sempre presente:  “venha participar. Adote um hemocentro e venha doar sangue”, finaliza o “Guardião”.

Você pode acompanhar o trabalho do GVGS pelo Facebook: G.V.G.S Grupo Voluntário Guardião do Sangue ou pelo Instagram: @guardiaodosangue

O telefone/WhatsApp de contato é (35) 9 9727-1463.

Formar no Sul de Minas um mega grupo de doadores de sangue para que esses voluntários estejam mais perto de quem precisa, agilizando o processo que salva vidas. Este é o principal objetivo do GVGS

(Fotos: GVGS / Página Principal: Ilustrativa Net)

 

Previous post

Responsabilidade ambiental: Cocatrel destina resíduos da torrefação para programa municipal de revitalização das áreas verdes de Três Pontas

Next post

Bombeiros aumentam recursos na busca por idoso com Alzheimer desaparecido em TP