Utilidade

Seca – SAAE disponibiliza números de telefone para receber denúncias

Desperdício de Água

(Ilustrativa)

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Três Pontas está recebendo denúncias através de três números telefônicos. São eles, 3265-2374, 3265-9502 e 0800 035 2444. Quem ligar para passar informações de casos de desperdício de água na Cidade deverá se identificar, mas o nome será preservado, conforme destaca o Prefeito, Paulo Luis Rabello (PPS).

Na última quinta-feira (16), ele decretou Estado de Emergência no Município devido aos baixos índices de chuvas, consequentemente, a necessidade de economizar água para que ela não falte aos trespontanos.

Pelo Decreto, quem não usar água com responsabilidade pelos próximos 60 dias, contados a partir de 3 de novembro, e for denunciado ao SAAE estará sujeito ao pagamento de multa no valor de R$ 90,53. Se houver reincidência, R$ 180 e pela terceira vez, será feito o corte do abastecimento. 

Além disso, o SAAE realiza a média de consumo dos últimos seis meses e o usuário que ultrapassar o número poderá sofrer as mesmas penalidades.

Alguns segmentos, tais como, salões de beleza e lava a jato não serão impedidos de funcionar, mas precisarão usar a água com racionalidade porque também serão fiscalizados, como os demais cidadãos. Esses estabelecimentos deverão respeitar a média semestral que for calculada pelo SAAE.

O que não pode, segundo o Decreto Municipal 8.567, de 16 de outubro de 2014

  • Lavação de calçadas, frente de imóveis ou vias públicas com água tratada mediante uso de mangueiras ou similares
  • Lavação de veículos, máquinas e similares com água tratada mediante uso de mangueiras ou similares
  • Lavação de quintais, áreas externas às residências com água tratada mediante uso de mangueiras ou similares
  • Abastecimento de água tratada mediante uso de caminhão pipa ou similar
  • Abastecimento de piscinas e similares com água tratada
  • Outras situações que não se adequem ao uso racional da água para consumo humano que possam caracterizar desperdício.

As medidas previstas não se aplicam às casas de saúde, hospitais, órgãos que prestam serviços públicos essenciais e construções ou reformas de imóveis desde que promovam o uso sensato da água.

 

Sem comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícia anterior

Andradas bate o Cássia e conquista a 25ª Taça EPTV de Futsal Sul de Minas

Próxima notícia

Outubro Rosa – Continuam atividades que enfatizam importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama