Variedades

Conversa de Foto

Por Neto Miranda

Olá leitores do SintonizeAqui, sou Neto Miranda e sou fotógrafo desde 2012 quando fiz meu primeiro curso de fotografia no SENAC. Logo após, em janeiro de 2013, iniciei os estudos na área na escola TECHIMAGE em São Paulo. Retornando a Três Pontas, lecionei para várias turmas no curso de fotografia no CEDUP.

Essa coluna tem o objetivo de debatermos sobre fotografia, onde darei algumas dicas sobre como melhorar as fotos e provar que não precisa de um equipamento extremamente caro para fazer uma bela fotografia.

Como primeiro assunto, quero falar sobre como vocês enxergam o mundo, sim isso mesmo, pois isso reflete na sua fotografia. Reflete pelo simples fato da fotografia ser uma imagem, criada ou talvez devêssemos dizer desenhada, do que estamos vendo. Pois a etimologia da palavra fotografia vem de Foto+Grafia, sendo que foto significa luz e grafia significa desenho, então estamos desenhando com a luz.

Sendo a nossa fotografia um reflexo do que vemos – como olhamos para as pessoas, objetos e locais interferem diretamente na nossa foto, pois nós imprimimos nosso ponto de vista ao dispararmos o botão de nossas máquinas fotográficas. Nosso ponto de visão, que diz respeito à nossa estatura e o local que estamos – seja ele perto do objeto a ser fotografado ou longe – se estamos no alto, no baixo ou deitados no chão. Além do ponto de visão tem o enquadramento, que é aliar o nosso ponto de visão com a parte que selecionamos para fotografar.

Sobre o enquadramento ou composição, temos algumas opções “convencionais” que é quase certeza da sua foto sair boa. São conhecidos como regra dos terços, diagonais, sentido de leitura, moldura. Existem outros enquadramentos que podemos comentar mais tarde, pois têm uma dificuldade um pouco elevada.

Regra dos Terços

A regra dos terços consiste em dividir a imagem em três partes iguais, sendo que você vai preencher duas dessas partes com algo e deixar a outra parte “livre”. Em alguns celulares e câmeras você consegue colocar a grade (Grid) na tela, que facilita bastante o trabalho.

Como mostra a foto acima, a cena foi dividida em 3 partes, uma parte é ocupada pelo céu e as outras duas com a terra e a moça.

Diagonais

Reforçar as diagonais em uma foto sempre chama atenção. Elas cortam de um canto ao outro na foto, podem ser cercas, rios, arquitetura – tais como pontes atirantadas. Diagonais e traços marcantes que saem do “normal” – horizontal e vertical – fazem com que você se prenda à fotografia e siga com o olhar à diagonal.

Nessa imagem acima, temos um casal e uma abóbada que marca a diagonal na foto, também fazendo uma espécie de moldura.

Sentido de leitura

A maneira que somos alfabetizados também influencia na nossa fotografia. Nós lemos da esquerda para a direita, começando do topo da folha até a parte inferior.

Esse é apenas um teste para testarmos como você “lê” uma imagem e tenho quase certeza que fez de acordo com as setas abaixo.

É reflexo da nossa alfabetização olharmos para o ponto no centro, depois lermos a frase “Você leu nesta ordem” e depois as frases nos cantos “só depois você leu aqui”.

Na fotografia conseguimos também esse efeito em fotos onde uma pessoa olha para o lado ou estão trocando olhares. Na foto abaixo percebemos que o objeto principal é o homem que está localizado no centro, mas o foco está na mulher que está trocando olhares com seu marido e seguimos instintivamente o caminho do olhar como se lêssemos uma frase.

Moldura

Para finalizar o assunto de hoje, um dos enquadramentos que mais gosto, que é a moldura. Esse enquadramento possibilita darmos destaque ao objeto centralizando dentro de objetos que o cercam, como uma pessoa em uma janela, ou qualquer outro objeto que contorne o objeto principal.

Nessa imagem, a modelo se posicionou em uma janela, fazendo com que as paredes se tornassem uma moldura para destacá-la. Percebam também como a moldura é descartável de uma fotografia, a modelo não precisa dela para ser o ponto principal da foto, mas a moldura a destaca.

Nessa outra foto também temos uma moldura mais sutil, onde as folhas rodeiam o modelo. Não precisando ser regular e geométrica, podemos apostar também nas formas orgânicas.

Espero que exerçam a criatividade e usem as dicas que foram apresentadas aqui. Caso tenham dúvidas podem me chamar no Instagram: netomirandafoto ou no WhatsApp (35) 9 9993-8677

Notícia anterior

Futebol Solidário incentiva o esporte, promove diversão e leva ajuda a quatro segmentos

Próxima notícia

Convite: participe da Novena Mensal pela Canonização do Beato Padre Victor