Educação, Cultura e Lazer em Três Pontas

Escola “Agrícola” vence o 1º Festival Estudantil de Corais de Três Pontas Evento reuniu nove escolas municipais e mais de 400 alunos fizeram bonito no palco

Pulos misturados a gritos, sorrisos e lágrimas de alegria. Assim comemorou a Escola Municipal José Vieira de Mendonça – Escola Agrícola – ao ser revelada a grande vencedora do 1º Festival Estudantil de Corais de Três Pontas. A instituição de ensino concorreu com a canção “Anunciação”, um dos maiores sucessos de Alceu Valença.

O evento foi realizado na manhã desta quinta-feira (11) no Ginásio Coberto do Parque Multiuso da Mina do Padre Victor. Nove escolas participaram, levando até o palco aproximadamente 450 alunos. Em segundo lugar ficou a Escola Municipal Professora Nilda Rabelo Reis com a música “É preciso saber viver” (Roberto Carlos e Erasmo Carlos).  O Caic foi o único ganhador da região urbana. A terceira colocação foi para a Escola Municipal Centro Social Manoel Jacinto de Abreu, localizada no Distrito Nossa Senhora do Rosário (Quilombo), que interpretou “Herdeiros do Futuro”, de Toquinho.

“Para nós que amamos e trabalhamos com a música é muito difícil, mas temos que deixar a emoção de lado e avaliarmos tecnicamente. Nós consideramos harmonia, ritmo e afinação. Olhamos e ouvimos tudo com muito critério. Todos apresentaram envolvimento e bom trabalho, tanto é que a diferença de pontuação foi mínima”, comentou o Presidente do Júri, Mauro Marques. Além dele, tiveram a responsabilidade de escolher os vencedores Isabela Morais, Janayna Abreu, Lidyanne Brito e Vivian Peloso. No corpo de jurados estavam musicistas renomados e professores nos conservatórios de Varginha e Três Pontas e Pró-Arte.

1º Festival Estudantil de Corais 4.jpg (Copy)

Para evitar injustiças, os corais tiveram a regência única de Oswaldo Duarte e o acompanhamento de Gil Deon. Os arranjos foram iguais para todas as escolas. Em alguns momentos houve pequenas falhas no som, ocorrência desconsiderada pelos jurados, segundo Mauro Marques.

A Secretária Municipal de Cultura, Lazer e Turismo Débora Andrade também reconheceu que cada coral deu de si o melhor e que todos os grupos foram felizes nas escolhas das músicas e nas apresentações que empolgaram as crianças, diretores, professores, funcionários, pais – enfim, o público em geral.

Andrade explicou que ao idealizar o Festival, a Secretaria considerou o papel transformador da arte. Assim, desenvolver a produção artística, valorizar as expressões culturais regionais, promover a aproximação ao universo jovem, incentivar a integração escolar e levar lazer e emoção à comunidade se tornaram objetivos do evento. Débora ressaltou ainda o empenho de todos os envolvidos, em especial, da Secretaria Municipal de Educação.

“Sempre acreditei a música como fator de transformação da educação. Resgatar músicas de festivais, que possuem letra, melodia, harmonia e fazer com que as crianças se envolvam com o projeto influencia no crescimento educacional, social e humano delas. A semente foi lançada e temos raízes”, concordou Mauro Marques. O Músico Professor, Cantor e Compositor lembrou que Três Pontas já vivenciou grandes festivais promovidos internamente por escolas estaduais e particulares, dentre elas, Coração de Jesus, Teodósio Bandeira, Tancredo Neves e Marieta Castro. “A ideia é que outras instituições de ensino se sintam motivadas e também façam seus festivais de corais porque todos ganham com isso”, complementou. 

Demais participantes

Além das escolas vencedoras, concorreram animada e brilhantemente as seguintes instituições de ensino, que foram agraciadas com troféus de Participação: 

– Professora Edna de Abreu – O Caderno (Toquinho)
– Professor Vieira Campos – Ai que Saudade Docê (Vital Farias)
– Professor João de Abreu Salgado – Canto do povo de um lugar (Caetano Veloso)
– Nossa Senhora Aparecida – Cuitelinho (Pena Branca e Xavantinho)
– Antonieta Ferracioli Duarte – Sol de Primavera (Beto Guedes)
– Cônego Vitor – Cálix Bento (Milton Nascimento)

Palhinha valiosa

Os Meninos da Vila e seus tambores abriram o 1º Festival Estudantil de Corais de Três Pontas. O ritmo contagiou a todos na manhã gelada! 

Depois, pegas de surpresa, as meninas do júri: Lidyanne, Isabela, Janayna e Vivian mostraram que são talentosas até na hora de improvisar. No palco, antes ocupado pelos estudantes, as Mestras cantaram lindamente alguns sucessos da MPB acompanhadas do Professor e Diretor Artístico Pedagógico do Conservatório Municipal de Música Heitor Villa-Lobos, também orgulho para os trespontanos, Beto Maciel. O Professor Oswaldo Duarte se juntou ao grupo e, claro, fez bonito!

Notícia anterior

Festival de Corais reúne nove escolas e mais de 400 estudantes de Três Pontas

Próxima notícia

Campo do Meio comemora a Padroeira na tradicional Festa de Agosto