Educação, Cultura e Lazer em Três Pontas

Para Toninho Horta participantes do Fenac estão “no top da lista”

Festival Nacional da Canção Fenac 2016 Toninho Horta 1

Toninho Horta, um dos maiores guitarristas do mundo, valoriza o Fenac como porta de revelação de artistas brasileiros

Presente entre os jurados na final do Festival Nacional da Canção do ano passado, Toninho Horta agora se manifesta no intuito de provocar músicos de todo o Brasil. O decano da MPB percebeu que quem busca o Fenac é gente de talento efervescente. “É um dos festivais mais significativos e todos que trabalham nessa área acabam indo para Boa Esperança. Está no top da lista”, afirma Horta se referindo à cidade onde acontece a final do evento e que é berço do Fenac. Considerado um dos maiores guitarristas do mundo e com um currículo extenso por onde passeiam Clube da Esquina, Elis Regina e Milton Nascimento, Toninho Horta critica o atual mercado musical. Para ele, os participantes que são selecionados pelo Festival merecem ser ouvidos pelo grande público. “O nível das melodias e dos letristas continua muito bom. É uma pena que o mercado não consegue absorver todos os artistas”.

Festival Nacional da Canção Final em Boa Esperança Fenac 2015 1 (Copy)

“Corte e Costura”, de Vitória da Conquista (BA), que tem a composição e interpretação de Achiles Neto e Conrado Pera foi a Grande Campeã do Fenac 2015

Desde 1971 levando para o palco a diversidade cultural brasileira, o Festival Nacional da Canção  completa sua quadragésima sexta edição neste ano. Artistas de 22 estados participaram do evento, ano passado, encantando o público pela qualidade das apresentações. E não é uma tarefa fácil para os músicos que são avaliados todos os anos por um júri especializado.

Festival Nacional da Canção Final em Boa Esperança Fenac 2015 2 (Copy)

O Diretor do evento Gleizer Naves, Murilo Antunes e Toninho Horta na finalíssima do Fenac, ano passado

Só em 2015 foram mais de três mil músicas inscritas. Este ano o Fenac vai selecionar 100 canções, que serão divididas em cinco etapas classificatórias: São Lourenço (29 e 30/07), São Thomé das Letras (5 e 6/08), Extrema (12 e 13/08), Três Pontas (19 e 20/08) e Guapé (26 e 27/08). As semifinais e a finalíssima do evento serão disputadas em Boa Esperança, nos dias 2, 3 e 4 de setembro. Ao todo, os participantes concorrem a R$ 193 mil em prêmios.

Nessa trajetória, driblando os desafios, o Festival carrega na bagagem a excelência dos grandes músicos que marcam a história do evento. E é nesse percurso que Toninho Horta, aos 68 anos, deixa um recado. “É preciso ter foco, acreditar no próprio trabalho e fazer uma boa rede de contato. Quem está no paralelo da mídia – e eu me incluo nisso – e consigo muito  trabalho graças à  perseverança e acreditar no sonho. E aliás, eu tenho uma lista de sonhos pra realizar,”  afirma Toninho.

Para se inscrever, acesse: www.festivalnacionaldacancao.com.br.

(Assessoria de Comunicação Fenac)

Notícia anterior

Associação Comercial e Sindicato dos Comerciários divulgam horário especial de funcionamento do comércio de Três Pontas

Próxima notícia

Corrida contra a gripe esgota vacina na Policlínica e Padre Vitor