Policiais

Ano começa com mais uma fatalidade em águas do Sul de Minas

O ano começa com mais uma fatalidade em águas do Sul de Minas. Na tarde de ontem, 1º de janeiro, um fenômeno conhecido como “cabeça d’água” atingiu um complexo de cachoeiras da cidade de Guapé. O local turístico é conhecido como “Parque Ecológico do Paredão”. O aumento repentino do volume de água surpreendeu os banhistas. Três membros de uma mesma família foram arrastados pela correnteza e se afogaram. Morreram Emerson Luis de Magalhães Couto, de 45 anos, a esposa dele Aurea de Carvalho, de 39 anos e a filha do casal Daphine Carvalho de Magalhães Couto, de 17 anos.

Cidade de Campos Gerais está em luto: família vítima de afogamento em Guapé (Foto: rede social)

De acordo com o Corpo de Bombeiros, guarnições de Varginha e de Boa Esperança pernoitaram em Guapé e hoje (2) cerca de 30 militares estão mobilizados na conferência da área e checagem de informações. Havia cerca de 50 banhistas no local, alguns ficaram ilhados e não há registro de pessoas desaparecidas.

O CBMMG divulgou ainda que as vítimas em óbito encontravam-se em locais de difícil acesso. Duas foram retiradas pelos militares bombeiros e uma por populares.

Sepultamento

A família morava em Campos Gerais. Emerson era dono do restaurante Recanto Mineiro. Os corpos estão sendo velados na Igreja Evangélica “Verbo da Vida” e o sepultamento será às 17 horas, no Cemitério Municipal de Campos Gerais. 

O casal deixa uma filha. 

Fenômeno conhecido como “cabeça d’água” faz vítimas no Parque Ecológico do Paredão, em MG (Foto: reprodução)

Três Pontas: seguem buscas por primos desaparecidos no Lago de Furnas

Há 18 dias, equipes do Corpo de Bombeiros de Varginha procuram por dois primos que se afogaram em Três Pontas. Eles pescavam com a família na tarde do domingo (15) quando JPG, de 11 anos, teria caído do barranco e o outro garoto, um adolescente de 17 anos, teria tentado socorrer. Os dois afundaram no rio Verde e não foram mais vistos.

Carmo do Rio Claro: passeio de barco acaba em tragédia

Na tarde de sexta-feira (27) um barco virou no Lago de Furnas entre Carmo do Rio Claro e Guapé. O acidente envolveu cinco pessoas da mesma família. Morreram Sebastião Gomes, de 63 anos, as sobrinhas dele Silvanete Reis e Celice Barbosa que eram irmãs – e duas crianças cujos nomes não foram divulgados. A família era de Guapé, morava em Franca (SP) e teria viajado para o Sul de Minas para as festas de final de ano.

 

 

Notícia anterior

Estamos em 2020! E há farmácias de plantão em TP neste dia da Confraternização Universal

Próxima notícia

Economia - Cheque especial terá juros limitados a partir de segunda-feira